The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Em encontro noturno, Temer e Gilmar discutem semifinais da Copa do Brasil, semi-presidencialismo e semi-democracia

28ago2017_18h08

JABURU – Os encontros fora da agenda entre o presidente Michel Temer e o Ministro do STF e presidente do TSE Gilmar Mendes, que já causam espécie nas páginas policiais, atingiram agora o noticiário esportivo. Segundo a assessoria do Planalto, o encontro da noite do último domingo deu lugar, sobretudo, a discussões em torno das semifinais da Copa do Brasil, disputadas entre Grêmio e Cruzeiro, num jogo, e Flamengo e Botafogo, noutro. Mendes, santista, prometeu atuar em favor de Temer, que não tem time, mas torce para quem está ganhando.

Estiveram em pauta também as questões do semi-presidencialismo e da semi-democracia, arranjos que, segundo o paladino das almas encarceradas (e muito ricas), posicionará o Brasil “debaixo da Ponte para o Futuro”. “A verdade é que já temos um semi-presidente semi-eleito atuando conforme um semi-programa, com uma taxa de semi-aprovação robusta com vistas a entregar um semi-país ao fim de 2018”, afirmou o ministro, escova de dentes à mão, antes de entrar no Jaburu. “No semi-presidencialismo, há uma semi-divisão de poderes, de modo que prefiro trazer minha escova para cá. Não tem quem aguente mau hálito, mesmo se for semi”.

Evitando responder sobre o misterioso conceito de semi-democracia, Mendes divulgou a concessão de um habeas corpus bombástico. A pedido de Temer, liberou o goleiro Bruno, que poderá fortalecer a defesa do Flamengo na final da Copa do Brasil. “Estamos pensando em formar coalizões. O deputado Jair Bolsonaro já me informou que cogita escalar Bruno como semi-vice-presidente”, afirmou Michel Temer, para quem o goleiro representa, por si só, uma nova metodologia para lidar com o crime organizado.

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.