The Piauí Herald The Piauí Herald

Por Roberto Kaz e Afonso Cappellaro (sob a supervisão do jornalista Olegário Ribamar)

Sem receber, PMs de UPP pedem para ser adotados por Madonna

28out2017_15h43

UPP PROVIDÊNCIA – No Rio para comparecer ao casamento de seu empresário, Guy Oseary, a cantora Madonna visitou o morro da Providência, considerada a primeira favela do Brasil. Ao passear pelas vielas da comunidade, a popstar estranhou a ausência absoluta de crianças. Em resposta, ouviu do major Silveira, um dos seus cicerones, que “na Providência tudo é diferente, inclusive as crianças”.

Em seguida, o PM orientou Madonna a vestir uma roupa camuflada, tirar uma foto com dois agentes do UPP armados, e publicar em suas redes sociais, de modo a atrair “a molecada”. Em paralelo, à revelia dos policiais, lideranças locais reuniam todas as crianças no quadra da comunidade. “Ela tá pensando que pode chegar e adotar quem ela quiser”, indaga uma mãe que preferiu não se identificar, “aqui não é a África, não! Tenho vários boletos para ela adotar em débito automático, se quiser”, acrescentou.

Enquanto isso, o grupo de policiais que a guiava pela comunidade tentava convencer madonna que, naquela região, crianças de 7 anos atingiam 1,85 metro e carregaram fuzis. A informação de que haviam nascido no Malawi, região dos Lagos, intrigou a cantora, que confidenciou à reportagem seu desapreço por crianças nigerianas, “muito bagunceiras”.

Frustrados com o desinteresse de Madonna em adotá-los, os policiais só a liberaram quando lhe extraíram o contato de WhatsApp de Angelina Jolie.

Madonna conseguiu, portanto, unir famílias de moradores e policiais da UPP local. Por tentar adotar quem não queria, e não adotar quem queria, deixou o morro sob vaias unânimes.

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.