Eurico Miranda se candidata em chapa só com vice

06ago2018_16h40
Todas as negociações da vice-candidatura de Eurico serão finalizadas pelo artilheiro Romário
Todas as negociações da vice-candidatura de Eurico serão finalizadas pelo artilheiro Romário Eurico

SÃO JANUÁRIO – Após uma semana de conchavos, conluios e acordos, o cenário eleitoral brasileiro se viu diante de mais uma notícia inusitada: em uma jogada sem precedentes, o ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda, anunciou que pretende concorrer à vice-presidência da República, numa chapa sem candidato à presidência. “Quem manda nesse país é o vice, isso a gente já viu com o Temer, o Itamar e o Sarney”, declarou. “E de vice o Vasco entende. Então chega de blábláblá, o melhor para o trabalho sou eu e ponto.”

Eurico falou que a eleição direta de um vice-presidente pode resultar em importante corte de gastos. “Impeachment leva tempo e custa caro. Mas agora o vice já assume de uma vez, implementa tudo o que o Centrão e o MDB querem, e ninguém entra nesse mimimi de que foi golpe.” Seu plano de governo vai consistir em fazer o Vasco great again. “E também vou trocar a Força Nacional pela Força Jovem. É bom que assim a polícia ganha salvo conduto pra prender bandido com camisa do Flamengo.”

A notícia pegou de surpresa o candidato Jair Bolsonaro, que vinha se esforçando, nos últimos dias, para compor a lista mais surreal- com um astronauta, um príncipe, um general e uma cantora de heavy metal disputando o posto de vice na sua candidatura. Surpresa igual foi sentida no comitê do PT, que cogitava nomear Eurico como suplente de Manuela D’Ávila (que é suplente de Haddad, que é suplente de Lula, que morava no sítio de J.Pinto Fernandes, que não havia entrado na história porque era defendido pelo Kakay).

Leia também

Últimas Mais Lidas

Tereza Cristina responde a cinco ações por dívidas

Além de disputa com JBS, ministra da Agricultura de Bolsonaro acumula calotes com Banco do Brasil e fundos de investimento

A operação foi um sucesso

Como foi a invasão noturna do Bope na Maré que deixou cinco mortos e foi considerada exitosa pelas autoridades

Foro de Teresina #27: Bolsonaro cai no mundo real, a oposição junta os cacos e Doria recruta no governo Temer

O podcast de política da piauí discute os fatos da semana na política nacional

A rebelião do WhatsApp contra o Major Olímpio

Soldados virtuais que ajudaram a eleger o capitão Bolsonaro condenam proximidade do senador com João Doria

Bolsonaro-dependência

Oposição ao novo presidente joga sem pressa e no erro adversário

Fazendo a egípcia

Bolsonaro estremece relações comerciais com o mundo árabe e abala, sem querer, o negócio de escovas progressivas brasileiro

O Muro – sinal de alerta, ouvidos moucos

Documentário de 2017 discute premonitoriamente a polarização de posições políticas

Stan Lee explica por que “criou problemas” para os super-heróis

Assista a trechos da entrevista concedida em 1988 pelo criador de personagens da Marvel, morto nesta segunda

A lição de Josefa

A grande artesã deixa um conselho para os políticos: “Não há riqueza maior do que o nosso nome”

Mulher negra (não tão) presente

Representatividade de mulheres pretas e pardas, maioria da população brasileira, cresceu 38% nas eleições; participação dos homens brancos é 15 vezes maior do que a das mulheres negras

1

O triunfo do bolsonarismo

Como os eleitores criaram o maior partido de extrema direita da história do país

2

A rebelião do WhatsApp contra o Major Olímpio

Soldados virtuais que ajudaram a eleger o capitão Bolsonaro condenam proximidade do senador com João Doria

3

A operação foi um sucesso

Como foi a invasão noturna do Bope na Maré que deixou cinco mortos e foi considerada exitosa pelas autoridades

4

Fazendo a egípcia

Bolsonaro estremece relações comerciais com o mundo árabe e abala, sem querer, o negócio de escovas progressivas brasileiro

5

Stan Lee explica por que “criou problemas” para os super-heróis

Assista a trechos da entrevista concedida em 1988 pelo criador de personagens da Marvel, morto nesta segunda

6

O fiador

A trajetória e as polêmicas do economista Paulo Guedes, o ultraliberal que se casou por conveniência com Jair Bolsonaro

7

Em águas turvas

A substituta de Sérgio Moro

8

Bolsonaro-dependência

Oposição ao novo presidente joga sem pressa e no erro adversário

9

Tereza Cristina responde a cinco ações por dívidas

Além de disputa com JBS, ministra da Agricultura de Bolsonaro acumula calotes com Banco do Brasil e fundos de investimento