Gilmar Mendes contrata Odebrecht para reformar teto do Judiciário

08ago2018_18h02
A Odebrecht está usando a Capela Sistina, a Grand Central Station e o ego de Neymar como referências para o novo teto do Judiciário
A Odebrecht está usando a Capela Sistina, a Grand Central Station e o ego de Neymar como referências para o novo teto do Judiciário

CANTEIRO DE OBRAS – “Era uma classe muito engraçada, não tinha teto, e tinha casa (paga pelo contribuinte)”, cantava um animado Gilmar Mendes para uma plateia de desembargadores, juízes e promotores, que acompanhavam atentamente a canção sentados no chão do gabinete do ministro. A cantoria fez parte de um encontro de Mendes com entidades de classe que pressionam o STF a mudar a lei, fazendo com que o teto do salário do Superior Tribunal Federal não limite o teto salarial dos profissionais do Judiciário.

Após horas de atividades que incluíam rodas de ciranda financeira e jogos de credibilidade queimada, ficou definido que a construtora Odebrecht ficaria responsável por uma avaliação minuciosa da reforma necessária. “Era uma opção óbvia. Isso é um assunto técnico e a empresa tem um expertise de muitos anos em reformas desse tipo. Já construiu muito caixa dois, já ampliou muita casa de político, reformou sítio, fez linha de metrô. Agora era hora de trabalhar no teto da categoria”, afirmou Mendes.

Fontes indicam que a Odebrecht estabeleceu a obra como prioridade e já definiu que deve sim haver uma elevação do pé-direito, pé-esquerdo e, principalmente pé-centrão salarial.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Flávio, os condenados e os condecorados

Como deputado, o hoje senador Bolsonaro homenageou pelo menos 23 policiais e militares declarados culpados ou em julgamento por crimes que vão de homicídio a corrupção

Foro de Teresina #40: O BBB de Bebianno, a Previdência de Bolsonaro e o bunker de Paulo Preto

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

No Portal da Eternidade – Van Gogh e a rejeição

Com fotografia exuberante, filme sobre o pintor tem a incompreensão como tema central

Ao infinito e além

Oficiais da Aeronáutica como o ministro Marcos Pontes, aposentado aos 43 anos, vivem anos mais do que a média dos homens brasileiros, segundo pesquisa inédita da UFMG

Foro de Teresina #39: A fritura de Bebianno, a matança no Rio e os inimigos na Amazônia

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Guerra Fria – tragédia da paixão impossível

Indicado ao Oscar, filme polonês se distingue ao narrar história simples de modo inovador

Quatro tons de amarelo

Coletes-amarelos franceses racham entre ultradireita, defensores de “democracia direta”, candidatos a deputados e um novo partido de oposição

Arqueólogos redescobrem relíquias do Museu Nacional

Quantidade e qualidade das peças resgatadas surpreendem pesquisadores; a piauí foi o primeiro veículo brasileiro a entrar no palácio após o incêndio

Maria vai com as outras #2: Peso

Duas professoras falam sobre como perder ou ganhar muitos quilos afetou suas vidas dentro e fora do trabalho

Abaixo da ilha das Cobras, um tesouro biológico

Cientistas descobrem no litoral paulista o recife de corais mais ao sul do oceano Atlântico

4

A guerra do PCC

Facção se internacionaliza com tráfico de cocaína, e pela primeira vez Marcola vê seu poder ameaçado

5

Foro de Teresina #39: A fritura de Bebianno, a matança no Rio e os inimigos na Amazônia

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

6

Ao infinito e além

Oficiais da Aeronáutica como o ministro Marcos Pontes, aposentado aos 43 anos, vivem anos mais do que a média dos homens brasileiros, segundo pesquisa inédita da UFMG

7

O engenheiro e a irmandade

Por que as empreiteiras prezam e políticos temem Paulo Vieira de Souza

8

Arqueólogos redescobrem relíquias do Museu Nacional

Quantidade e qualidade das peças resgatadas surpreendem pesquisadores; a piauí foi o primeiro veículo brasileiro a entrar no palácio após o incêndio

9

The BolsozApp Herald

A rede social mais patriótica do Brasil

10

No Portal da Eternidade – Van Gogh e a rejeição

Com fotografia exuberante, filme sobre o pintor tem a incompreensão como tema central