Repatriação de fortuna de Maluf pode causar inundações de dólares

22ago2018_14h28
“Maluf é dólar na rua!” diz o slogan da nova campanha de Paulo Maluf para câmara dos deputados
“Maluf é dólar na rua!” diz o slogan da nova campanha de Paulo Maluf para câmara dos deputados

ILHAS JERSEY – A cassação do mandato do deputado Paulo Maluf fez com que o já nervoso mercado financeiro ficasse ainda mais agitado, angustiado, alvoroçado e aflito nessa quarta-feira. Analistas afirmam que a possibilidade de repatriação de milhões de dólares da fortuna de Maluf fez com que o valor da moeda americana atingisse níveis baixos em mercados de futuros, o que traria grande impacto para as exportações do país.

“É o que chamamos de ‘chuva verde’ ou ‘surra de dólares’, o que pode causar uma enchente financeira e possível transbordamento das reservas nacionais”, afirmou um economista ligado à Fundação Getulio Vargas. Paulo Maluf já se ofereceu para capitanear a construção de uma barragem financeira para evitar a possível catástrofe.

O FMI e o Banco Mundial já traçam planos para uma possível catástrofe monetária que poderia quebrar bolsas ao redor do mundo. As entidades tentam calcular o chamado “risco Maluf” que poderia levar o dólar de volta à paridade com o real. O governo brasileiro, por sua vez, pretende encomendar novas pesquisas eleitorais com Lula e Bolsonaro na liderança caso a moeda caia a níveis muito baixos: “É um instrumento muito mais simples e rápido do que mexer em taxa de juros e tantos outros componentes que, no final das contas, voltam ao mesmo lugar”, comentou um integrante do Comitê de Políticas Monetárias do governo brasileiro.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Os mascates do Rio

A periferia sem crédito mantém a tradição do vendedor de porta em porta

EUA devolvem fortuna à família Hawilla

Com a morte do delator do escândalo Fifa, Justiça restitui à viúva e aos filhos patrimônio de R$ 59 milhões em dinheiro e apartamento em condomínio em ilha de Miami

Merval e a democracinha*

A polarização política, os cidadãos de bem e os inimigos da vida civilizada no país

O Paciente e O Banquete – frutos da tragédia

Vistos em conjunto, os dois filmes tornam-se reflexo do cenário político atual

Ciro, a vela e o dane-se

Só ele impede segundo turno antecipado entre Bolsonaro e Haddad

Marcos Lisboa: “Me comparar a Paulo Guedes é demais”

Cotado como ministro da Fazenda em um governo do PT, economista responde a Ciro Gomes, que o chamou de “ultrarreacionário”

A janela de Haddad

A vulnerabilidade de Bolsonaro e a chance do candidato do PT

Sem a elite, sem (quase) nada

Em doze anos, Alckmin sai de 45% para 6% das intenções de voto no eleitorado que cursou universidade; eleitores migram principalmente para Bolsonaro

Lacrou: não entra mais nome novo na urna

Se um candidato morrer ou desistir, sua cara e seu número continuarão aparecendo na tela; TSE fechou os registros e diz que não muda mais

A nossa hora mais escura

O legado de trinta anos de democracia está em jogo nesta eleição

1

Bolsonaro não queria sair da Santa Casa

A história de como a família do presidenciável dispensou o Sírio-Libanês, contrariou a vontade do candidato de ficar em Juiz de Fora e aceitou a proposta do tesoureiro do PSL de levá-lo para o Einstein

2

Paulo Guedes contra o liberalismo

A história mostra que uma onda de ódio só chega ao poder quando normalizada

3

Aluguel do PSL custa R$ 1,8 milhão à campanha de Bolsonaro

Ex-presidente do partido, Luciano Bivar recebeu sozinho, até agora, 28% dos gastos da cúpula nacional da sigla que cedeu ao ex-capitão

4

Antipetismo e democracia

O candidato do PT e o candidato do PSL não são dois lados da mesma moeda

5

SUS salva Bolsonaro por R$ 367,06

Pago pelo sistema público brasileiro, cirurgião de veias e artérias de Juiz de Fora é tirado de almoço de família para achar e conter hemorragia no candidato

6

O fiador

A trajetória e as polêmicas do economista Paulo Guedes, o ultraliberal que se casou por conveniência com Jair Bolsonaro

7

A janela de Haddad

A vulnerabilidade de Bolsonaro e a chance do candidato do PT

8

O mínimo e o justo

Menos Estado gera mais justiça social?

9

Sem a elite, sem (quase) nada

Em doze anos, Alckmin sai de 45% para 6% das intenções de voto no eleitorado que cursou universidade; eleitores migram principalmente para Bolsonaro

10

Por que mulheres trocaram Marina por Haddad, Ciro e Bolsonaro

De líder no voto feminino, candidata despencou para o quarto lugar; seu discurso é “sincero”, mas falta clareza, dizem ex-eleitoras