URGENTE: Trump acusa Temer por carta apócrifa publicada no New York Times

10set2018_19h08
Trump passou a gostar dos mexicanos depois que conheceu o MDB
Trump passou a gostar dos mexicanos depois que conheceu o MDB

HOUSTON, WE HAVE A TEMER – Em um movimento brusco, que acionou alarmes em diversos órgãos internacionais, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou o brasileiro Michel Temer de ser o autor de uma carta anônima, bastante crítica ao seu governo, publicada na semana passada pelo jornal americano The New York Times. Em sua conta do Twitter, Trump ameaçou: “Isso não vai ficar assim. Nós teremos uma resposta muito, muito grande. Vai ser a melhor resposta. Eu sou ótimo em respostas, vocês verão como sei escrever respostas”.

Trump passou a desconfiar de Temer após uma força-tarefa formada por agentes da CIA, do FBI e de atores dos seriados de José Padilha identificarem uma mesóclise no texto apócrifo. Até então, o presidente americano acreditava que a frase “não confiá-lo-ia sequer os cuidados de uma tartaruga” tratava-se de um erro de digitação. A assinatura “Verba volant scripta manent”, também levantou suspeitas.

No Planalto, a acusação de Trump não foi desmentida nem confirmada pelo marqueteiro da alt-right Elsinho Mouco, o Steve Bannon de Michel Temer. Ainda assim, Alt-Mouco não descartou responder às ameaças com uma solução definitiva, que terá poder de destruição muito maior do que o do arsenal atômico americano. “O presidente Michel Temer pode gravar um vídeo associando seu governo ao de Trump. Da última vez que ele usou esse artifício, acabou gerando a extinção definitiva dos tucanos.”