Astronauta Marcos Pontes pretende revogar Lei da Gravidade no governo Bolsonaro

30out2018_17h15
Em sua próxima viagem sideral, o Astronauta Brasileiro Marcos Pontes promete plantar uma sementinha do fascismo no espaço
Em sua próxima viagem sideral, o Astronauta Brasileiro Marcos Pontes promete plantar uma sementinha do fascismo no espaço

MUNDO DA LUA – “Sem gravidade, um tiro segue infinitamente o seu rumo. Mas os comunistas inventaram essa lei bolivariana pra proteger vagabundo contra tiro de policial.” A frase foi dita hoje pela manhã pelo presidente eleito Jair Bolsonaro, durante a coletiva para anunciar que o Ministério da Ciência e Tecnologia do seu governo será gerido pelo Astronauta Brasileiro Marcos Pontes. “Convidei quem mais entende do assunto pra me ajudar a acabar com esse mimimi quântico. Quando a situação é grave a gente metralha a gravidade.”

Em seguida Bolsonaro passou a palavra para o novo ministro, que aproveitou a deixa para rememorar sua experiência de gestão pública na estratosfera. “Quando eu estive no espaço pude ver a situação de primeiro mundo que se vive por lá. Não há crime, miséria, petistas e nem jornalistas da Folha de S.Paulo, até porque no fundo não há vida, o que não deixa de ser um cenário ideal.” O astronauta anunciou que, a exemplo do vice-presidente eleito, o general Hamilton Mourão, ele pretende formar um conselho de notáveis para escrever uma nova constituição científica. “Vai ter o Professor Xavier, o Professor Pardal, o Doutor Frankenstein e aqueles dois irmãos bigodudos do Discovery Channel.” Além de revogar a lei da gravidade, o grupo pretende combater a doutrinação darwinista no ensino da biologia. “Vamos ensinar que os dinossauros não foram dizimados pela queda de um asteroide, e sim pelo surgimento dos primeiros petistas, 65 milhões de anos atrás.”

Os planos do futuro governo preveem ainda a construção de um campo de tiro na superfície lunar. “No meu governo vai acabar a mamata desses prótons vagabundos que não saem do lugar”, esbravejou Bolsonaro, explicando que quem destruir os elementos terá excludente de ilicitude, sendo premiado com um travesseiro da NASA.