Retrospectiva 2018 terá patrocínio de Rivotril

21dez2018_14h28
A cota de patrocínio para o programa foi vendida à marca de calmantes após longa batalha entre possíveis patrocinadores, como os revólveres Taurus, o advogado-celebridade Kakay, uma empresa de turismo fiscal das Ilhas Cayman e a cúpula do MDB
A cota de patrocínio para o programa foi vendida à marca de calmantes após longa batalha entre possíveis patrocinadores, como os revólveres Taurus, o advogado-celebridade Kakay, uma empresa de turismo fiscal das Ilhas Cayman e a cúpula do MDB

POSIÇÃO FETAL – Em um movimento histórico, a Rede Globo veiculará sua retrospectiva anual sob o patrocínio de uma famosa marca de calmantes. “O Rivotril já é um companheiro diário para milhões de brasileiros e, ao que tudo indica, estará ainda mais forte em 2019. Então nada mais lógico que essa parceria”, afirmou a emissora carioca em nota impressa em papel de bula, e lida no ar pelo apresentador Fernando Vanucci, que completou: “Sem o remédio, seremos comida de leão. Ah, Rivotra!”

A decisão foi tomada por receio dos efeitos que o programa poderia provocar nos espectadores, explicou Vanucci. “Foi um ano que teve prisão do Pezão, facada no Bolsonaro, liminar kamikaze do Marco Aurélio Mello, pornô do Dória, mala de dinheiro do Geddel, Temer virando youtuber, quase-candidatura do Luciano Huck, Olavo de Carvalho mandando no país, Aécio solto e Alexandre Frota, Kim Kataguiri e Joice Hasselmann na Câmara dos Deputados. E ainda teve a novela Lula preso, Lula livre, Lula quase livre, Lula à dorê. Era muito grande o risco de um ataque epilético generalizado, que nem aconteceu com aquelas crianças assistindo Pokémon no Japão.”

Por isso, Vanucci – recontratado pela Globo especialmente para a transmissão – explicou que o patrocinador terá influência também no conteúdo da atração. “A cada bloco um mascote batizado de Calmito vai aparecer na tela indicando o momento para que o espectador lance mão de suas pílulas, sempre antecedendo fatos polêmicos.” A retrospectiva será contraindicada para menores de 18 e maiores de 19 anos de idade.

Arquivo
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.