Exclusivo: Presídio vertical de Witzel será retiro para ex-governadores

05fev2019_17h49
Mesmo sendo apenas governador, Witzel já anunciou que ele terá direito ao uso da cela presidencial
Mesmo sendo apenas governador, Witzel já anunciou que ele terá direito ao uso da cela presidencial

GERICINÓ PALACE – “É uma questão de estatística: a probabilidade de um governador do Rio de Janeiro acabar atrás das grades é próxima dos 100%. Logo, que o presídio seja mais que um presídio, que seja uma experiência”, afirmou um arquiteto ligado ao projeto do governador Wilson Witzel de construir presídios verticais de grande capacidade. “Nós fomos buscar várias referências. Tem um pouco Alcatraz, na arquitetura art dèco dos contornos. Tem todo um elã modernista de Brasília, com muito cimento no pátio, mas com tons mais vivos e, claro, um toque de Club Med, que é pra família toda aproveitar”.

Este The piauí Herald teve acesso exclusivo às plantas da futura edificação. Frigoríficos especiais para frios espanhóis e queijos franceses foram encomendados após o hóspede Sérgio Cabral ter perdido mercadorias valiosas. Casas de câmbio 24 horas já estão sendo licitadas a pedido do ex-governador Luiz Fernando Pezão, que foi flagrado com moeda estrangeira, na cela, sem ter tido a oportunidade de efetuar o câmbio e movimentar a economia do presídio. “Também haverá uma versão pocket do restaurante Antiquarius”, comentou o arquiteto. “Vai ser servida muita lula, mas nada de carne de caça, tipo tucano, que isso engorda.”

Uma das atrações que mais agradou os ex-governadores foi a construção de um toboágua que servirá também como propinoduto para o dinheiro recém-lavado: “É um jeito perfeito de divertir tanto os garotinhos quanto o Garotinho”, disse um político presidiário que acabou de se desfiliar do MDB para assumir um cargo no PCC.