Bolsonaro vai nomear Golden Retriever ministro para abafar escândalo do golden shower

08mar2019_18h40
Rufus Bolinha se alinha ao governo também pelo fato de nutrir um profundo desprezo pela imprensa por, assim como Bolsonaro, já ter apanhado muito de jornal
Rufus Bolinha se alinha ao governo também pelo fato de nutrir um profundo desprezo pela imprensa por, assim como Bolsonaro, já ter apanhado muito de jornal

PLANETA (FIO) TERRA – Com um apertar de patas, o presidente Jair Bolsonaro espera ter apagado dois incêndios com uma jorrada só. O anúncio da futura nomeação de Rufus Bolinha, cão da raça Golden Retriever, para o Ministério do Turismo, colocou panos quentes tanto na polêmica envolvendo os candidatos-laranja do atual ministro Marcelo Álvaro Antônio, quanto no tuíte feito pelo presidente durante o carnaval – em que Bolsonaro perguntava o que era um “golden shower”.

“Isso daí vem pra mostrar que não tenho nada contra os golden, tá ok? E muito menos no tocante aos shower. Tanto que nomeei um chuveiro da Lorenzetti pra Casa Civil”, afirmou Bolsonaro, enquanto presenteava o novo ministro com um Biscrock de Leite Moça. A nomeação do cão, de 7 anos de idade, foi bem recebida pelo mercado, que viu, ali, o primeiro nome da equipe ministerial fora do espectro ideológico ou militar.  

O porta-voz da Presidência, general Rêgo Barros, contou que Rufus já trabalhou como cão-guia para cegos, o que o qualificou para a pasta do Turismo: “Quando a gente sai em excursão na Disney, quem lidera o grupo é guia. Então tenho certeza de que o Rufus vai fazer um excelente trabalho e ser um bom garoto”, complementou Rêgo Barros, fazendo um carinho na barriga do futuro ministro. A nomeação só não agradou ao vereador e pitbull Carlos Bolsonaro, que publicou um tuíte raivoso: “Grrrrrrr, au, au, arf, arf, auuuuuu”.

Arquivo
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.