“Fim de horário de verão é para tirar país do atraso”, diz Bolsonaro

05abr2019_17h25
O chanceler Ernesto Araújo tem defendido o projeto: “Como dizia a Legião Urbana, ‘temos nosso próprio tempo'”.
O chanceler Ernesto Araújo tem defendido o projeto: “Como dizia a Legião Urbana, ‘temos nosso próprio tempo'”.

MERIDIANO DE GREENWICH – “Todo ano é a mesma lenga lenga: ao final do chamado ‘horário de verão’ o país tem que voltar no tempo e atrasar seus relógios. Isso é o sonho comunista. Se a cada ano voltamos uma hora, daqui a pouco estaremos em 1917 na Rússia bolchevique”, afirmou o presidente Jair Bolsonaro, justificando o fim do horário de verão que deve ser implementado por seu governo. “Mas comigo não. No tocante ao horário, se assim Deus permitir, vamos é adiantar todo ano uma hora, até chegar ao futuro”.

Bolsonaro admitiu que a medida foi a única que lhe restou para tentar tirar o país do atraso. “Esse negócio de mudar tudo isso que tá aí é mais complicado do que eu imaginava”, explicou. “O Vélez virou piada no Ministério da Educação, o Paulo Guedes virou tchutchuca na Câmara, e o Ricardo Salles ainda não conseguiu acabar com a Amazônia. Então assim pelo menos eu tenho alguma coisa de nova pra marcar os primeiros 100 dias do meu governo.”

O chanceler Ernesto Araújo saudou a decisão: “O horário de verão é sabidamente de esquerda. Quando ele acaba, temos que girar o ponteiro do relógio em que direção? Pra esquerda. Portanto aí está. Prova inegável”. A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, também comemorou o término do que chamou de “hora do Capeta”: “O verão por si só já é a estação do pecado. Corpos seminus, suados, bronzeados, desfilando por aí impunemente. O calor que remete à temperatura do Inferno, morada de Belzebu. O fim dessa abominação antinatural é um sopro de esperança para a família brasileira”. Já Olavo de Carvalho preferiu comentar pelo Twitter: “É isso mesmo. Chupa, horário de verão filho da *&ˆ%! Não dá mais para o Brasil viver com essas invenções gramscianas!”

Arquivo
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.