Lava Jato desbanca Flamengo e Grêmio e é favorita na Libertadores

01out2019_15h19
Além de DallaGol, o ministro Gilmar Mendes também pode desequilibrar o campeonato em função do histórico de libertações
Além de DallaGol, o ministro Gilmar Mendes também pode desequilibrar o campeonato em função do histórico de libertações

LINHA DE REPASSE DE VERBA – Numa campanha surpreendente, o premiado escrete de procuradores da operação Lava Jato desbancou Flamengo e Grêmio nos sites internacionais de aposta, despontando como favorito a uma vaga na final da Libertadores. A arrancada repentina foi provocada pelo empenho da força-tarefa em fazer com que o ex-presidente Lula deixe a carceragem em Curitiba, progredindo assim para o regime semi-aberto – feito que não será de todo fácil, já que o PT construiu uma muralha na defesa, além de uma hidrelétrica, duas pontes e oito estádios.

O time de Curitiba, que passou por uma fase difícil no começo do ano, soube se recuperar graças ao desempenho do atacante Deltan Dallagnol, o DallaGol, conhecido pela destreza no PowerPoint ensaiado e pela habilidade em enviar mensagens de incentivo a si mesmo. Em uma delas, DallaGol escreveu: “Tenho apenas 37 anos. A terceira tentação de Jesus no deserto foi um atalho para o reinado.” O comentarista PVC e a auditoria PwC acreditam que a frase, vazada do Telegram de DallaGol, faz uma clara referência ao técnico do Flamengo, Jorge Jesus.

Apesar do favoritismo, os integrantes da força-tarefa dizem respeitar a máxima de que a plenária só acaba quando termina. Correndo por fora, mas com fôlego de quem tem a máquina do Estado e das arquibancadas virtuais, vem a equipe de camisa laranja comandada pelo técnico Renato Carluxo, que tuitou: “Ataque, defesa. Dever? Só assim podemos viver. Não é nem será como querem os lacaios protéticos que cercam nossas muralhas almejam. Vencer? Talvez. Crescer? Jamais. Brasil!!!”

A FIFA proibiu a escalação do artilheiro matador Rodrigo Janot.

Arquivo
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.