Coelho da Páscoa justifica movimentação em loja de Flávio: “Eu faço dinheiro, compro e vendo chocolate”

20dez2019_08h59
O MP também considera quebrar o sigilo dos chocolates de Flávio Bolsonaro na Suíça
O MP também considera quebrar o sigilo dos chocolates de Flávio Bolsonaro na Suíça

KEIROZHAGEN – “Eu sou um cara de negócios, eu faço dinheiro”, disse o Coelhinho da Páscoa, em entrevista ao telejornal SBT Brasil Acima de Todos. “Compro chocolate, revendo chocolate, compro, revendo, sempre fui assim, gosto muito de comprar chocolate de distribuidora. Na minha época, lá atrás, comprava um chocolatinho, mandava rechear, revendia. Isso dava uma segurança.”

O Coelho também explicou o repasse de 24 mil Nhá Bentas para a conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. “Era aniversário do Carluxo, o moleque tava meio irritado, tuitando em Código Morse. Ia ser uma pica do tamanho de um cometa se ele não ganhasse chocolate.” Rechaçou a suspeita de que tenha feito rachadinha com o Papai Noel e a Fada do Dente durante o período em que foi assessor do senador Flavio Bolsonaro. “Mas essas coisas é melhor perguntar pro Willy Wonka lá em Brasília.”

Em compensação, o coelho foi flagrado em ligações, combinando rachadinhas de barras de chocolate com moradores do condomínio Vivendas da Barra. “Vai lá na loja do Flávio. Tá cheio de chocolatinho lá. Pra tu que é pai de família vai cair como uma uva. Só não pode cair como uma laranja.”

Arquivo
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.