Ministério da Saúde passa a se chamar Ministério da Doença para se adequar a Bolsonaro

15maio2020_14h23
“Esse nome daí é porque o ministério é meu e eu sou doente pelo Brasil!”, afirmou Bolsonaro
“Esse nome daí é porque o ministério é meu e eu sou doente pelo Brasil!”, afirmou Bolsonaro

PÁTRIA ASSUSTADA BRASIL – “Só não te estupro porque você não merece”, disse Bolsonaro ao Ministério da Saúde, hoje pela manhã, depois de defenestrar o segundo ministro em menos de um mês. Em seguida o presidente deu uma coletiva de imprensa, onde negou que seu governo tenha provocado uma septicemia no SUS e uma metástase na democracia. “Isso aí resolve com cloroquina. Ou então com um golpezinho.”

A demissão de Nelson Teich repercutiu fora do país. Alarmada, a OMS incluiu os ministros da Saúde do governo Bolsonaro na lista de grupos de risco da Covid-19. Já no Brasil, o ministro da Eugenia, Paulo Guedes, preferiu minimizar: “É uma pasta que flutua. Só se fizer muita besteira é que chegaremos a 5 ministros.”

A declaração de Guedes colocou o ministro da Fiesp em rota de colisão com o presidente, o que já levanta suspeitas de que ele possa ser o próximo alvo de Bolsonaro. “O Guedes tá mal informado, tá ok? Eu nunca falei a palavra flutua! Inclusive o que eu vou fazer é dar umas dicas, como ex-paraquedista, para o futuro ministro da Doença, pra ver se ele não cai. É só não se apegar a negócio de ciência e bom senso que fica lá pra sempre! Simples!”

Arquivo
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.