Em vez de US$ 20 bilhões, Biden oferece R$ 7,5 milhões a Bolsonaro: “Mais chance de aceitar”

01out2020_16h46
O governo pretende também firmar contratos de pesquisa tecnológica na área de gatonet e na extração e venda de botijões de gás para os EUA / Foto: Pedro Ladeira/Folhapress
O governo pretende também firmar contratos de pesquisa tecnológica na área de gatonet e na extração e venda de botijões de gás para os EUA / Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

CAIXA ELETRÔNICO DA ONU – Reviravolta nos caminhos da macropolítica internacional. Depois de anunciar que pretendia doar 20 bilhões de dólares para o governo brasileiro investir na Amazônia, o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou uma nova estratégia para fazer o dinheiro chegar ao governo Bolsonaro.

“Em vez de 20 bilhões de dólares, a nova ideia é doar 7,5 milhões de reais, que eu já entendi ser um valor apreciado pela família Bolsonaro”, explicou Biden. “Pelo menos assim a doação tem alguma chance de ser aceita.” Caso o plano venha a ser bem sucedido, Biden pretende fazer outras 48 doações do mesmo valor, de forma a sobrecarregar o governo com burocracias fiduciárias. “Dessa forma, algumas dessas doações podem acabar sendo usadas em prol da Amazônia por algum descuido contábil”, explicou.

Depois de recusar a primeira oferta e afirmar que a soberania do Brasil não estava à venda, Jair Bolsonaro recuou e já enviou o representante diplomático-financeiro Fabrício Queiroz aos EUA. “No tocante a isso daí não se trata de soberania. Nós estamos negociando a venda de um panetone da loja do Flávio para o partido democrata americano e o Queiroz foi negociar, tá ok?
Arquivo
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.