Bolsonaro se recusa a reconhecer que Trump reconheceu própria derrota

24nov2020_16h42
Bolsonaro ofereceu trazer Trump para o Brasil a bordo do Air Force Zero One, que faz o voo Boca Raton-Muzema
Bolsonaro ofereceu trazer Trump para o Brasil a bordo do Air Force Zero One, que faz o voo Boca Raton-Muzema (Reprodução)

NAQUELA MESA TÁ FALTANDO ELE – “Não, não e não.” Foi dessa forma que o presidente brasileiro Jair Messias Bolsonaro reagiu ao fato de que Donald Trump reconheceu ontem, pelo Twitter, a vitória do adversário democrata Joe Biden nas eleições americanas. A frase entrou para os anais da política externa e dos cursos de psicologia clínica, que passaram a usar o exemplo de Bolsonaro para ilustrar as aulas sobre as cinco fases do luto.

“No tocante a isso daí, deve ser obra do tal do hacker que invadiu a conta do Ricardo Salles pra xingar o Rodrigo Maia”, afirmou Bolsonaro. “Eu mesmo tô tentando falar com o Trump pra tirar isso a limpo. Tô aguardando na linha já tem duas horas e alguém fica me dizendo que a minha ligação é muito importante, pra eu não desligar, tá ok?”

Fontes informam que o presidente já tem um plano traçado caso a notícia de que Trump aceitou sua derrota seja de fato verídica. A ideia é transformar seu futuro partido em Aliança Pelos Estados Unidos do Brasil e entregar a presidência de honra ao americano. “Nós vamos transformar a Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, em Mar-a-lagos e fazer ele se sentir em casa, tá ok?”

Arquivo
  • 2021
  • 2020
  • 2019
  • 2018
  • 2017
  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
O The piauí Herald não é uma seção noticiosa, mas exclusivamente de humor, com sátiras da realidade política do Brasil.