Tem certeza que deseja sair da sua conta?

Na Lupa, há espaço para contestações? E correções?

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.out.2015 | 09h07 |

A Lupa entende que o jornalismo está sujeito a erros e considera a correção um componente fundamental dos seus princípios de ética e transparência. Desde 2015, quando foi fundada, a Lupa torna públicas suas políticas de correção e busca corrigir eventuais equívocos da maneira mais clara, ágil e justa possível.

Em 5 de agosto de 2021, as políticas foram atualizadas. Muitas coisas mudaram desde a primeira versão, e, por causa disso, a Lupa ampliou o escopo dessas políticas e incluiu novos casos específicos. 

O princípio, porém, continua o mesmo: se publica algo errado, a Lupa corrige e aponta o erro. Nada é mais importante para a Lupa do que a precisão das informações publicadas — em seu site, em seus perfis de redes sociais ou em sites de parceiros e clientes. E cabe a você, leitor, checar esse trabalho.

Encontrei um erro em uma checagem. O que faço?

A Lupa recomenda dois caminhos. O mais simples é rolar a matéria até o final e clicar no botão “Erramos? Informe à nossa redação”. Daí, basta preencher seu nome, seu e-mail e a informação que você gostaria de contestar.

É importante que você informe qual afirmação, exatamente, está incorreta, e por quê. Se souber de fontes que comprovem o erro da Lupa, inclua na mensagem. Quanto mais informação, melhor.

A segunda opção é mandar um e-mail para lupa@lupa.news. Nesse caso, também é importante que você informe em qual texto está o erro.

E o que a Lupa faz?

Sempre que a Lupa constatar um erro em uma checagem ou reportagem, o texto será corrigido. Será feita uma sinalização no topo do conteúdo, informando que houve uma correção. Uma nota explicando o que estava errado e, quando for o caso, qual a etiqueta anterior, será incluída no final da checagem ou reportagem, assim como o horário em que a correção foi realizada.

O texto original será mantido na íntegra, na cor cinza, após essa nota. Esse é um compromisso assumido pela Lupa, e um ponto crucial do código de princípios da Rede Internacional de Fact-Checking (IFCN), da qual a agência faz parte.

Caso seja necessária uma atualização, mas a informação publicada inicialmente não seja incorreta, também será publicada nota, no final da checagem ou reportagem, informando o horário e a modificação. Isso vale em casos nos quais pessoas ou instituições cujas falas foram checadas se pronunciarem após a publicação.

Caso haja um erro ortográfico ou gramatical, não haverá nota informando o erro, exceto em ocasiões nas quais o sentido da afirmação possa ser interpretado de outra forma. 

A Lupa se reserva, ainda, o direito de publicar uma tréplica ou uma nota de redação sempre que considerar necessário fazê-lo diante de uma correção.

E se o erro for nas redes sociais?

A Lupa se reserva o direito de apagar conteúdos errados de suas redes sociais, mas não sem antes substituir a informação errada pela correta — independentemente do meio. Essa é uma medida adotada a partir de 2020, com a intenção de evitar que cards ou vídeos com a marca da empresa sejam usados para espalhar desinformação no ambiente digital. 

Caso o erro do conteúdo esteja somente no texto, e não no card, as mesmas políticas adotadas no site serão tomadas nas redes sociais que permitem a edição de textos. No Twitter, será feita uma nova publicação.

Assim como no site, sempre que isso acontecer, o erro será informado na mesma rede social na qual ele foi cometido. Essa política não se aplica a erros ortográficos ou gramaticais, exceto em ocasiões nas quais o sentido da afirmação possa ser interpretado de outra forma.

Se você encontrar um erro nas redes sociais da Lupa, pode comunicá-lo pelo e-mail lupa@lupa.news, indicando-o claramente. Você pode, também, notificar a agência por mensagem direta na própria plataforma.

Publiquei uma notícia falsa e fui marcado no Facebook ou Instagram. O que eu faço?

Neste caso, as regras são ditadas pelo Facebook. A orientação é a seguinte:

  • Não apagar o conteúdo! Se o conteúdo for apagado, não é possível remover a punição.
  • Se o conteúdo marcado for um link externo ao Facebook, é preciso corrigir o título e as informações equivocadas no corpo do texto, indicando, em ambos os casos, que houve correção.
  • Se o post marcado for um conteúdo nativo (vídeo ou foto), basta informar no texto que acompanha o conteúdo que as informações são falsas, indicando que houve correção.
  • Se o conteúdo marcado for um texto de status, basta corrigir o texto, indicando que houve correção.

Informe a Lupa que houve correção através do e-mail lupa@lupa.news. Favor incluir no e-mail o link do conteúdo corrigido. Sem essa informação, não conseguimos ter acesso e mudar a etiqueta.

Não concordo com uma marcação da Lupa no Facebook ou Instagram

Caso você discorde de uma marcação feita pela Lupa no Facebook, entre em contato através do e-mail lupa@lupa.news. É necessário incluir no e-mail o link para o conteúdo cuja marcação você considera inadequada. Ela será reavaliada e, caso seja constatado erro, corrigida.

Alguns conteúdos podem ser marcados de forma equivocada pela inteligência artificial do Facebook. Nesses casos, a remoção da marcação pode demorar até 24 horas.

(Atualização feita em 5 de agosto de 2021)

Como posso contribuir? Posso sugerir checagens?

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo