A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Tem certeza que deseja sair da sua conta?
Presidente Dilma Rousseff na COP-21 - Divulgação da Presidência
Presidente Dilma Rousseff na COP-21 - Divulgação da Presidência

Desmatamento: Dilma acerta dado mas ignora alta

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.nov.2015 | 14h02 |

Na manhã desta segunda-feira, 30 de novembro, a presidente Dilma Rousseff discursou na Sessão de Abertura da 21ª Conferência das Partes da COP-21, em Paris. Em sua fala, Dilma destacou que “ao longo da última década, as taxas de desmatamento na Amazônia caíram cerca de 80%”.

VERDADEIRO, MAS

A informação é VERDADEIRA, MAS. Entenda:

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o desmatamento na região conhecida como Amazônia Legal caiu 79%, entre 2004 e 2015.

Mas, segundo o Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), vinculado ao Inpe, entre agosto de 2014 e julho de 2015, o desmatamento atingiu 5.831km², o que corresponde a um aumento de 16% no período.

Entre agosto do ano passado e julho deste ano, os estados do Amazonas, Rondônia, Mato Grosso e Tocantis, que estão na chamada Amazônia Legal, tiveram alta no total de quilômetros quadrados desmatados. No Amazonas, a alta foi de 54%. Em Rondônia, 41%. Em Mato Grosso, de 40%, e em Tocantis, 4%.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo