A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Toffoli acerta: mulheres só ocupam cerca de 10% do Congresso

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
09.mar.2016 | 10h59 |

No último dia 3, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Toffoli, se encontrou com representantes da Procuradoria Especial da Mulher do Senado e da Secretaria da Mulher da Câmara para discutir uma campanha de estímulo à participação das brasileiras nas próximas eleições. Durante a reunião, o ministro afirmou:

“Na vida econômica, no mercado de trabalho, a mulher já está inserida praticamente na metade da força de trabalho brasileira, dizem os estudos na área econômica. Mas na política, (a mulher) ainda representa pouco mais de 10% dos mandatos na Câmara e no Senado”.

VERDADEIRO

A declaração do ministro traz três dados que merecem verificação: a presença da mulher no mercado de trabalho, a porcentagem da presença feminina na Câmara e no Senado.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) tem dois indicadores – que adotam metodologias diferentes – para medir a presença feminina na economia. A Pesquisa Mensal de Emprego (PME) mostra dados de seis regiões metropolitanas e tem como universo pessoas com 10 anos ou mais. Nela, o percentual de mulheres economicamente ativas é de 47,1%.

Já a Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílios (Pnad), que é um levantamento feito em todo o Brasil com indivíduos maiores de 14 anos, a cifra tem uma leve queda. Passa para 43,8%. Mesmo assim Toffoli continua com a razão.

Para checar a presença das mulheres na política, a Lupa consultou levantamento feito pelo Inter-Parliamentary Union (IPU), organização internacional de parlamentos que colaboram com as Nações Unidas. O documento, atualizado em fevereiro deste ano, mostra que o presidente do TSE está correto mais uma vez.

Um total de 9,9% das 513 cadeiras da Câmara dos Deputados é ocupada por mulheres. São 51 deputadas atuando em Brasília. Já no Senado, das 81 vagas, apenas 13 tem mulheres como titulares, o que equivale a 16% do todo.

De acordo com o IPU, o Brasil está empatado com Myanmar na 154ª posição do ranking mundial de países com presença feminina na Câmara dos Deputados. Fica atrás, por exemplo, de Afeganistão, que tem 27,7% de mulheres na câmara baixa, e Egito, que tem 14,9%.

Esta checagem faz parte da série sobre a Semana da Mulher. A Lupa já checou a promessa de entrega das Casas da Mulher Brasileira e o avanço da lei do feminicídio.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo