A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Tocha esteve ao lado do Cristo Redentor na manhã desta sexta-feira | Rio2016/Twitter/Divulgação
Tocha esteve ao lado do Cristo Redentor na manhã desta sexta-feira | Rio2016/Twitter/Divulgação

FGV: entre os 757 mil tuítes sobre a tocha, destaque para segurança e política

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
05.ago.2016 | 15h47 |

Depois de passar 94 dias percorrendo mais de 20 mil quilômetros e visitando 322 cidades, a tocha olímpica finalmente chegou ao Rio de Janeiro, cidade-sede dos Jogos de 2016. Por onde passou, a tocha mostrou um pouco do Brasil para o mundo, mesmo tendo sido esse pouco razoavelmente distante do Brasil real.

Atendendo a um pedido da Lupa, que ao longo dos últimos meses promoveu um tuitaço diário com informações sobre cada uma das cidades visitadas pela chama, desde o dia 1º de maio, a Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP) acompanha de perto o trajeto da tocha no Twitter. A ideia era observar e analisar o percurso digital feito por ela.

Até a meia noite da quinta-feira, 4 de agosto, já haviam sido feitas no Twitter mais de 757 mil menções à tocha olímpica. E, em muitas delas, apareceram outros assuntos sensíveis e relevantes para o cotidiano do brasileiro, apontou o estudo da DAPP.

Os seis temas mais relacionados à chama olímpica em seu percurso pelo Brasil foram segurança, trânsito, protestos, corrupção, política e economia. Veja abaixo:

A análise da DAPP também avaliou o sentimento dos brasileiros ao relacionar a tocha a esses seis assuntos. Eram eles sentimentos positivos ou negativos?

Em cinco dos seis temas avaliados pela DAPP os internautas fizeram percentualmente mais críticas do que elogios. O único assunto que apareceu relacionado à chama olímpica e que ficou mais positivo foi, curiosamente, a política. Cerca de 61% das pessoas que tuitaram sobre o revezamento e também falaram sobre política, foram elogiosas.

Agora veja abaixo alguns exemplos de tuítes positivos e negativos capturados na rede social e sua relação com os temas analisados pela DAPP.

POLÍTICA

Política

ECONOMIA

Economia

CORRUPÇÃO

Corrupção

SEGURANÇA

Segurança

TRÂNSITO

Trânsito

PROTESTOS

Protestos

A DAPP-FGV afirma que mais de 90% dos 757 mil tuítes sobre a tocha olímpica foram republicações de conteúdos de sites de notícias, piadas ou informações sobre a agenda do revezamento. Nos usos das hashtags que seguiram a tocha, a que predominou foi #chamaolimpica. Confira as outras:

O Rio de Janeiro, como cidade-sede, fez jus ao posto e foi a que mais comentou sobre o revezamento da chama. São Paulo, apesar de ter uma população superior, ficou em segundo. O destaque nessa parte do estudo da DAPP fica por conta de Fortaleza, que foi a oitava cidade no ranking das que mais comentaram o assunto no Twitter, mas teve uma forte expressão na rede social no dia em que a chama olímpica passou por lá.

A FGV/DAPP apurou a frequência em que as menções eram feitas durante todo o período do revezamento da tocha e, no dia 6 de junho, data em que ela passou pela capital cearense, foi registrado o terceiro maior pico de menções, só perdendo para as datas inicial e a final do revezamento. Veja:

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo