A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Lucas Soares / CBN
Foto: Lucas Soares / CBN

Cyro diz ter propostas ‘específicas’, mas não cita ‘Rio de Janeiro’ em programa

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
13.set.2016 | 13h05 |

Na manhã desta terça-feira (13), o candidato do PSTU à Prefeitura do Rio de Janeiro, Cyro Garcia, foi sabatinado pela CBN RJ. A equipe de jornalistas da Lupa acompanhou a entrevista, verificando o grau de veracidade das afirmações dele. Veja o resultado do trabalho – que também foi divulgado na CBN – logo abaixo.

Ao ser questionado sobre a elaboração de seu programa de governo e sobre suas propostas para a capital fluminense, o candidato disse:

“Nós temos propostas específicas para o Rio. Principalmente na questão da saúde, quando a gente fala, por exemplo, da ruptura imediata do contrato com todas as OSs (organizações sociais)”

VERDADEIRO, MAS

No site do Tribunal Superior Eleitoral, o eleitor pode baixar a proposta de governo de Cyro Garcia. No documento de 10 páginas, a expressão “Rio de Janeiro” não aparece nenhuma vez. A palavra “Rio”, sozinha, aparece duas: uma em referência à Vale, que antes tinha a expressão “Rio Doce” no nome, e outra numa crítica à posição do PSOL no caso da Vila Autódromo.

É bem verdade que, em seu programa, Cyro fala, sim, sobre coleta de lixo, mudança na cobrança do IPTU e também das organizações sociais. Na página 4, realmente propõe a ruptura com as OSs e as fundações privadas na Área de saúde e educação. Mas o texto é quase idêntico ao apresentado por Altino Prazeres, candidato do PSTU à Prefeitura de São Paulo. Quem tiver curiosidade, pode entrar no site do TSE e comparar os dois arquivos. Eles são públicos.

Confira a nossa checagem sobre o programa de Altino Prazeres.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo