A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Reprodução de videoclipe
Reprodução de videoclipe

20 anos sem Renato Russo: desde 1995, 49 mil resgatados da ‘escravidão’

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
09.out.2016 | 00h05 |

Na segunda estrofe de “Perfeição” (1993), Renato Russo canta:

Nosso castelo de cartas marcadas

O trabalho escravo

Nosso pequeno universo

Toda hipocrisia e toda afetação

Todo roubo e toda indiferença

De acordo com o Ministério do Trabalho e com a ONG Repórter Brasilmais de 49 mil trabalhadores já foram resgatados de condições análogas à escravidão (como trabalho forçado, jornada exaustiva e servidão por dívida) desde 1995, ano em que o governo admitiu o problema.

O total de trabalhadores resgatados supera as populações de Ipanema ou Leblon, bairros nobres da Zona Sul do Rio de Janeiro, por exemplo. Os estados com mais libertações são Pará (12,7 mil trabalhadores), Mato Grosso (6 mil) e Minas Gerais (4,6 mil). Com as ações de fiscalização, foram ainda formalizados os contratos de 44 mil trabalhadores.

Como o combate ao trabalho escravo é maior agora do que no início, a variação positiva de trabalhadores escravizados pode estar mais vinculada mais à fiscalização do que à existência de um problema – daí ser difícil concluir se o país está ou não mais longe da perfeição da Legião Urbana.

Veja checagens de outros versos aqui.

* Mario Luis Grangeia é autor de “Brasil: Cazuza, Renato Russo e a transição democrática” (Civilização Brasileira)

** Esta reportagem foi publicada em 9 de outubro de 2016 pelo jornal Folha de S.Paulo (Ilustrada).

Leia outras checagens de ‘Cultura’ / Outras do mês / Home

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo