A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Enem: Se acertar todas as questões, tiro 1.000? Perco ponto se chutar?

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
04.nov.2016 | 08h30 |

Mais de oito milhões de candidatos farão neste sábado e domingo (5 e 6 de novembro) o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ao longo de dois dias, o grupo deverá responder cerca de 180 questões de Linguagens, Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática e Redação. Dividido em cinco provas, o exame é hoje o principal meio de acesso às universidades públicas do país e só acontece uma vez ao ano.

Para tentar reduzir a ansiedade que acompanha os candidatos nesta reta final, a Lupa preparou um especial com os principais mitos da prova. Confira abaixo as verdades e mentiras que rondam o Enem e faça uma boa avaliação:

Eu e meu amigo acertamos o mesmo número de questões. Tiramos a mesma nota?

Não necessariamente. O sistema de avaliação do Enem, conhecido como Teoria de Resposta ao Item (TRI), estabelece um grau de dificuldade para cada uma das questões e premia o candidato que as acertar, usando esse critério como referência. Assim, sua nota e a de seu amigo só serão iguais se vocês tiverem acertado as mesmas perguntas.

Se eu acertar todas as questões de uma prova, tiro 1.000?

Dificilmente. O Enem não trabalha da forma clássica, com notas que vão de 0 a 10 ou de 0 a 1.000. A nota máxima das provas objetivas varia de ano a ano, conforme o grau de dificuldade das perguntas. Em 2015, três das quatro áreas de avaliação objetiva tiveram como nota máxima algo em torno de 850 pontos. Em Matemática, pela primeira vez na história do exame, a prova atingiu uma pontuação de mais de mil: 1.000,8 pontos.

O Enem tira ponto quando acha que eu chutei a resposta?

Sim. O sistema presume que um candidato capaz de fazer uma questão difícil é capaz de responder uma fácil também. Se numa mesma prova você errar as perguntas mais fáceis e acertar as mais difíceis, o sistema entenderá que você saiu do padrão e dará um peso menor às questões acertadas.

No ano passado acertei 20 questões. Agora, 18. Minha nota pode ser maior neste ano?

Sim. A nota não tem relação direta com o número de respostas corretas. Baseia-se no grau de dificuldade de cada questão respondida corretamente.

Acertei 18 questões em Linguagens e 20 em Ciências Humanas. A primeira nota pode ser maior do que a segunda?

Sim. Não compare provas de disciplinas diferentes já que as notas delas se baseiam no grau de dificuldade das questões de cada área.

Levo zero na redação se esquecer o título?

Não. O título é um elemento opcional. Se você decidir colocá-lo, saiba que ele será computado como uma das linhas escritas e também será avaliado pela banca.

É verdade que eu posso fazer a prova de chinelo?

Sim. O site do Enem aconselha que você faça a prova vestindo roupas confortáveis como short, bermuda e chinelo.

Posso usar caneta azul no Enem?

Não. As provas só podem ser respondidas com caneta de tinta preta e elas devem ser de material transparente. Você também está proibido de usar lápis, lapiseira, borracha, livros, manuais, dispositivos eletrônicos, calculadoras e celulares.

Posso faltar no sábado e fazer a prova de domingo?

Sim, mas saiba que, obviamente, você só terá a pontuação da prova que fez quando for procurar vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). No sábado, os exames são de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. No domingo, de Matemática, Linguagens e Redação.

Se eu ficar insatisfeito com uma nota, posso pedir revisão da correção?

Não. O edital do Enem não abre essa possibilidade. Ele permite que você releia sua redação depois da divulgação da nota, mas não prevê nenhum mecanismo de revisão dela. A reprodução das redações do Enem serve apenas para “fins pedagógicos”.

* O uso da Teoria de Resposta ao Item ocorre para “permitir a comparabilidade com os anos anteriores” e “permitir a aplicação do Exame várias vezes ao ano”, segundo nota técnica do Inep. O documento também diz que o sistema é utilizado em outros países como os Estados Unidos, França, Holanda, Coreia do Sul e China.

** Esta reportagem foi publicada na edição do jornal Folha de S.Paulo em 4 de novembro de 2016.

coluna enem coti

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo