A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Trump tirou o busto de Martin Luther King do Salão Oval da Casa Branca?

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.jan.2017 | 12h29 |

Nos dias que sucederam a posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, uma série de informações falsas circulou pelas redes sociais e pelo WhatsApp. Algumas delas de conteúdo curioso. Outras abordando de forma equivocada assunto bem graves. Em parceria com o programa El Objetivo/La Sexta, que se dedica a fazer checagem de fatos na Espanha, a Lupa montou uma lista com esses dados equivocados e fez abaixo uma coleção deles. Fique atento às mentiras.

Obama tocou o traseiro da primeira-dama, Melania Trump, ao recebê-la na Casa Branca?

No dia 20 de janeiro, como parte do protocolo da cerimônia de posse, Barack e Michelle Obama receberam Donald e Melania Trump na Casa Branca. Logo na entrada, os quatro se cumprimentaram e posaram para fotos. Em seguida, deram as costas à imprensa e entraram na residência oficial do presidente dos Estados Unidos.

Em questão de minutos, pipocaram redes sociais tuítes com os que constam abaixo. Neles, Obama aparece tocando o traseiro de Melania, antes de ela entrar na Casa Branca.

obamamelaniafalso

FALSO

Os checadores do programa El Objetivo  assistiram – frame a frame – ao vídeo deste momento e flagraram uma montagem. Abaixo, a foto da cena original e, aqui, a gravação completa da chegada dos Trump à Casa Branca.

obamamelaniafalso2


Donald Trump não cumprimentou o padre negro?

Ganhou força nas redes sociais a informação de que, no ato religioso realizado na Catedral de Washington no último dia 21, Trump não teria cumprimentado um religioso negro. No vídeo que circulou pela internet (assista abaixo), o novo presidente dos Estados Unidos aparece estendendo a mão a diversos sacerdotes, mas não ao negro.

Em instantes, a redes começaram a debater o assunto, e os internautas se dividiram. Enquanto uns tachavam o presidente Trump de racista, outros davam vazão à teoria de que o sacerdote negro tinha praticado um ato de rebeldia e, na verdade, se negara a estender a mão para o novo presidente.

padrenegro1

FALSO

Diversos meios de comunicação americanos – e alguns espanhóis, como Mémesis – publicaram reportagens para elucidar a situação e colocar fim à polêmica. De acordo com esses veículos, o protocolo da cerimônia religiosa em questão determina que não há cumprimento a nenhum sacristão (indivíduo que cuida dos objetos da sacristia e que usa roupa roxa). E o pastor negro é um deles, bem como uma série de outros que passaram diante de Trump sem cumprimentá-lo naquele dia. Veja as imagens abaixo.

padrenegro3

O vídeo completo do momento também serve de prova. Assista aqui ao trabalho do programa El Objetivo (em espanhol).


Trump tirou o busto de Martin Luther King do Salão Oval?

Na última sexta-feira, dia 27, o jornalista Zeke Miller, da revista Time, publicou em sua conta de Twitter que Donald Trump havia retirado o busto de Martin Luther King, ícone da luta pelos direitos civis dos Estados Unidos, do Salão Oval – como é conhecido o gabinete presidencial daquele país.

Mais uma vez, a informação ecoou com velocidade pela internet – e também por meios de comunicação tradicionais.

mlk2

FALSO

Em aproximadamente uma hora, o repórter voltou ao Twitter para retificar a informação. O busto não havia sido removido do Salão Oval.

MLK3

Mas o caso acabou ganhando tanta repercussão na internet que Trump chegou a dar uma entrevista à Fox News para elucidar a questão. Nela, o novo presidente americano diz que a informação é falsa e lamenta que a correção tenha sido “tão pequena” diante do estrago feito.

MLK1


Em seu discurso, Trump falou uma frase do filme “Batman”?

Ao tomar posse como novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump afirmou que aquele momento “não significava apenas a transferência de poder de uma administração para a outra ou de um partido para o outro” e, logo em seguida, ressaltou: “estamos transferindo o poder de Washington DC e devolvendo-o a vocês, o povo”.

Na versão original, em inglês, a frase exata de Trump foi a seguinte: “Today, we are not merely transferring power from one administration to another, or from one party to another — but we are transferring power from Washington, DC, and giving it back to you, the people”.

Mais uma vez as redes sociais críticas ao presidente foram velozes e detectaram semelhanças entre a frase dele e um discurso feito por um dos vilões de Batman para a população da cidade fictícia de Gotham City. No longa “Batman: O Cavaleiro das Trevas ressurge”, lançado em 2012, Bane – uma figura mascarada e de voz grossa – afirma em alto e bom tom que vai tirar “o poder da mão dos corruptos e devolvê-lo a vocês, o povo”.

VERDADEIRO

A montagem acima é apenas uma das diversas que circularam pela internet e que confirmam a semelhança entre as duas falas.


O Papa Francisco condenou Trump por proibir que cidadãos de sete nacionalidades entrem nos EUA?

No último sábado (28), um site chamado Bipartisan Report publicou um artigo afirmando, no título, que o Papa havia classificado o novo presidente dos Estados Unidos como um “racista intolerante”.

papa1

FALSO

O site americano Snopes foi atrás da informação completa e detectou que, num discurso feito no início de outubro de 2016 – ou seja, antes de Trump ser eleito e bem antes de fechar as fronteiras de seu país a cidadãos do Iraque, Iêmen, Irã, Síria, Líbia, Somália e Sudão – o Papa falou sobre religião e refugiados.

Segundo o “Catholic Herald”, a frase do pontífice, em um encontro com católicos e luteranos alemães, foi a seguinte: “Você não pode defender o Cristianismo sendo contra os refugiados e contra outras religiões”.

papa2

No evento, o Papa não fazia referência à polêmica decisão do novo presidente americano de fechar seu país a certas nacionalidades.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo