A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Divulgação
Divulgação

‘Vamos a campo para checar’, avisam alunos da Unigranrio

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.abr.2017 | 17h15 |

Na última terça-feira (25), ao concluir a primeira parte da oficina de fact-checking da Lupa, 15 alunos do curso de Jornalismo da Unigranrio, em Duque de Caxias (RJ), prometeram ir a campo e produzir uma checagem sobre o sistema público de saúde da Baixada Fluminense.

Durante quatro horas, estudantes do 2° ao 7° períodos aprenderam na prática a identificar frases checáveis e a produzir conteúdo com base nos oito passos da metodologia de trabalho adotada pela Lupa.

“O curso reforça a ideia de que é preciso fazer uma boa apuração jornalística. No dia a dia do trabalho, a apuração fica restrita a uma pesquisa rápida. Jornalismo que não é investigativo não é jornalismo”, destacou Ana Condeixa, coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade da Unigranrio. “Essa oficina da Lupa devolve ao aluno a responsabilidade de ser também um pesquisador e reforça a ideia de ter um comportamento ético na profissão”.

A segunda e última parte da oficina de checagem está agendada para a próxima terça-feira (2) e se centrará na análise do material apurado em campo pelos alunos.

“Estou animada para ver o resultado desse trabalho. É um desafio bem grande”, disse Cristina Tardáguila, diretora da agência, depois da aula. “Os alunos vão tentar aplicar na prática – e na rua – aquilo que estudamos em sala de aula. E isso é ótimo: depois de quatro horas, muitos deles já estavam animados e dispostos a entregar checagens”.

A oficina da Unigranrio faz parte do projeto LupaEducação, que tem por objetivo capacitar estudantes, jornalistas e profissionais de todas as áreas em checagem de informações e no combate a notícias falsas.

Quer aprender a ser um checador? Inscreva-se aqui! 

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo