A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Quem são os 116 ‘fiéis escudeiros’ do presidente Michel Temer?

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
04.ago.2017 | 06h00 |

A votação realizada na Câmara dos Deputados na última quarta-feira (2) revelou que o presidente Michel Temer tem um fiel tropa de 116 escudeiros no Congresso – políticos que vêm votando a seu favor e segundo seus interesses desde os tempos em que ele ainda era vice-presidente de Dilma Rousseff.

Esse grupo votou pelo impeachment da ex-presidente e, agora, pelo arquivamento da denúncia de corrupção passiva feita pela Procuradoria Geral da República contra Temer. Também esteve em plenário para aprovar a PEC do Teto de Gastos e o projeto de Lei da Terceirização do Trabalho – duas das principais agendas do atual governo.

Curiosamente, dos atuais 63 deputados do PMDB (partido do presidente), apenas 18 acompanharam Temer nas quatro ocasiões analisadas. Isso faz com que o PP apareça como o partido mais fiel ao governo federal desde o impeachment de Dilma. De seus atuais 46 deputados, 20 apoiaram o presidente nas principais votações. O PSDB, com 13 nomes, completa o pódio dos “mais fiéis”.

Wladimir Costa (SD-PA), que fez uma tatuagem em homenagem a Temer, é um dos membros da tropa de escudeiros do presidente. Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), atual líder do governo, é outro. Veja abaixo a lista completa:

OS ANTI-TEMER

No lado oposto do espectro – na tropa anti-Temer, a Lupa detectou um número bem menor de parlamentares. Votaram contra o impeachment de Dilma, contra a PEC do Teto, contra a Terceirização e a favor do prosseguimento da denúncia contra Temer no Supremo Tribunal Federal 75 deputados federais. Nesse grupo, a maior parte vem do PT. De seus atuais 58 membros, 48 foram contra o governo Temer nas quatro votações analisadas.

Chama atenção que toda a bancada do PSOL esteve presente em todas as votações analisadas – e votou contra Temer nas quatro.

DEPOIS DAS EMENDAS PARLAMENTARES

Em parceria com o Contas Abertas, a Lupa também levantou quanto foi liberado pelo governo federal em emendas empenhadas para os deputados federais desde que a denúncia contra o presidente chegou à Casa, em junho deste ano. Entre os 263 deputados que votaram a favor de Michel Temer, 235 tiveram emendas no período. Juntos eles receberam R$ 1,224 bilhão – uma média de R$ 5,2 milhões para cada um.

Já entre os 227 que votaram contra o presidente, 209 obtiveram alguma emenda empenhada nos últimos dois meses. Esses receberam R$ 200 milhões a menos (19% a menos), num total de R$ 1,024 bilhão. Isso representa uma média de R$ 4,9 milhões para cada um.

Entre os 19 ausentes da sessão plenária da quarta-feira (2), dois deputados não tiveram emendas empenhadas em junho e julho. A soma das verbas destinadas aos projetos dos outros 17 parlamentares e dos quatro que não votaram ou se abstiveram – posições que ajudaram a barrar o avanço da denúncia contra Temer – é de R$ 92,6 milhões.

Dos 17 parlamentares que receberam mais de R$ 10 milhões em emendas entre junho e julho, 10 votaram para barrar o prosseguimento da denúncia contra Temer no STF. Os deputados Domingos Neto (PSD-CE) e Vitor Valim (PMDB-CE) que empatam na liderança deste ranking, com R$ 10,7 milhões cada, votaram a favor e contra Temer, respectivamente.

*Parte desta reportagem foi publicada na versão impressa do Correio Braziliense na edição de 4 de agosto de 2017.

correio escudeiros

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo