A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

‘Doeu no bolso’: parceria entre Facebook e checadores já surte efeito

Fundadora | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
08.ago.2017 | 19h20 |

Há algumas semanas, circulou no Facebook dos Estados Unidos um post do “St. George Gazette” que trazia a seguinte informação: “Presidente Donald Trump assina ordem executiva autorizando a caça de águias carecas (bald eagles)”. O post vinha acompanhado de uma imagem do presidente americano e das iniciais AP, a agência de notícias Associated Press.

Como as águias carecas costumam ser usadas como símbolo dos Estados Unidos e, por um longo período, estiveram na lista dos animais em risco de extinção, o post passou a ser intensamente compartilhado e chamou a atenção dos fact-checkers americanos. Será que Trump havia mesmo se metido com as águias?

FactCheck.org e o Snopes.com – duas plataformas parceiras da Lupa na International Fact-checking Network (IFCN) – se debruçaram sobre o assunto e concluíram: falso. Fake news. Não havia nenhuma ordem de Trump sobre águias. O Facebook resolveu dar destaque a esse trabalho. Colocou a conclusão da checagem, de forma chamativa, em seu feed. Veja na imagem a seguir:

636359205179844364-disputed2

O jornal americano USA Today procurou o empresário Paul Horner, que mantém o “St. George Gazette”, para que ele comentasse o caso. E sua reação foi surpreendente:

“Há, definitivamente, uma grande mudança, uma mudança dramática. Dói no bolso. Está cada vez mais difícil viralizar uma informação”.

Horner é dono do “St. George Gazette”, do “ABCNews.com.co” e de mais outros dez domínios que já foram flagrados produzindo fake news. Ele já deu entrevistas para diversos jornais e, recentemente, disse ao “The Washington Post” que ganha US$ 10 mil por mês com esse tipo de notícia. Mas, em sua opinião, trata-se apenas de boas sátiras da realidade. Humor puro. Quem visita suas páginas pode duvidar disso.

A declaração de Horner – reconhecendo que a parceria entre checadores e Facebook surte efeito – foi comemorada na newsletter semanal do grupo de fact-checkers. A informação apareceu com o título “Atacando os criadores de notícias falsas exatamente onde dói”.

Leia outros ‘Artigos’ / Outras checagens do mês / Volte à home

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo