A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

E como faz quando a pesquisa de intenção de voto é… falsa?

Fundadora | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
28.ago.2017 | 06h00 |

No dia 12 de julho, o roqueiro Robert Ritchie, mais conhecido como Kid Rock e por versos como “se eu fosse presidente dos EUA, transformaria as igrejas em clubes de striptease”, anunciou seu interesse em entrar na política. Pelo Twitter, disse que disputaria o cargo de senador, pelo estado americano de Michigan. Doze dias depois, a Delphi Analytica publicou o resultado de uma pesquisa de intenção de voto e alarmou os eleitores locais: o novato Kid Rock aparecia em primeiro lugar.

Ao divulgar a pesquisa, a empresa declarou que tinha ouvido 668 residentes em Michigan entre os dias 14 e 18 de julho e que concluíra que Kid Rock derrotaria a hoje senadora democrata Debbie Stabenow com 54% – frente a 46% de eleitores dispostos a apoiá-la. A informação viralizou. Sites como Daily CallerPolitical Wire e Twitchy escreveram artigos e reportagens sobre isso. Greg Abbott, governador do Texas, tuitou sobre o assunto. E Kid Rock compartilhou um dos textos – feliz da vida.

Então foi a vez dos especialistas se debruçarem sobre a pesquisa. A conclusão deles: não era real.

O site FiveThirtyEight alertou: a Delphi Analytica havia estreado na internet em 6 de julho, pouquíssimos dias antes da divulgação da suposta pesquisa e não tinha registros públicos de trabalhos anteriores. Bastou isso para que seu site (https://delphianalytica.org/) saísse do ar, e sua conta no Twitter desaparecesse.

O caso revelou ao mundo que é preciso ter atenção também às pesquisas que recebemos e compartilhamos. Elas também podem fazer parte do universo das notícias falsas. Abaixo, algumas dicas do FiveThirtyEight – especializado em estatísticas – para identificar dados de qualidade – sobretudo em períodos eleitorais.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo