Tem certeza que deseja sair da sua conta?
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Corte de cargos? Redução de despesa? Os exageros do balanço de Doria

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.jan.2018 | 06h00 |

Na semana passada, o prefeito de São Paulo, João Doria, divulgou um vídeo de quase dez minutos fazendo um balanço de seu primeiro ano de gestão. Ele citou dados sobre o trabalho realizado em 2017 nas áreas de saúde, mobilidade urbana, gastos públicos e gestão de pessoas, entre outras. A Lupa checou algumas dessas frases. Veja o resultado:    

“(…) despesas foram drasticamente reduzidas [redução de 16%]”
Prefeito de São Paulo, João Doria, em seu Facebook no dia 08/01/2018

RECORTES-POSTS-EXAGERADO

De 2016 para 2017 houve uma redução de 2,04% nas despesas da prefeitura de São Paulo. Embora o total de 2017 –  R$ 36,1 bilhões – seja nominalmente maior do que o de 2016 – R$ 35,8 bilhões -, é necessário levar em conta a inflação do período, o que aponta para uma redução entre os períodos analisados.

O percentual foi calculado pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas (DAPP FGV), a pedido da Lupa, com base nos dados do portal da transparência da cidade.  

Procurado, Doria informou que a redução de despesas mencionada é de natureza administrativa, como aluguéis e contratos.


“Mais de 3 mil cargos comissionados (…) foram cortados”
Prefeito de São Paulo, João Doria, em seu Facebook no dia 08/01/2018

RECORTES-POSTS-EXAGERADO

De acordo com o portal Dados Abertos da Prefeitura de São Paulo, a redução foi menor do que o mencionado por Doria. Em dezembro de 2016, a cidade tinha 5.523 servidores  ativos em cargos comissionados. Um ano depois, são 4.737 – 786 cargos a menos. Os dados são extraídos do próprio Sistema Integrado de Gestão de Pessoas e Competências (SIGPEC) da Prefeitura.

Em nota, a prefeitura informou que os 3 mil cargos cortados mencionados por Doria são uma soma dos cargos em comissão para os quais não haverá novas contratações nesta gestão e de cargos vagos, referentes a secretarias e órgãos da administração que ainda estão em processo de reestruturação. Segundo a assessoria, “a redução se faz sentir na quantidade de cargos vagos.”


“São Paulo se tornou uma cidade amiga dos empreendedores. Antes, levava 120 dias para abrir uma empresa. Agora, são apenas 5 dias”
Prefeito de São Paulo, João Doria, em seu Facebook no dia 08/01/2018

RECORTES-POSTS-EXAGERADO

Segundo a Endeavor Brasil, ONG referência em empreendedorismo, para abrir uma empresa em São Paulo eram necessários, em média, 74 dias em 2017.  Ainda que o prazo seja menor do que o observado em 2016 – 136 dias – é quase 15 vezes maior do que o afirmado por Doria. O prazo de 74 dias também maior do que a média brasileira apontada pela Endeavor, que é de 62 dias.

Os cinco dias a que o prefeito se refere são válidos apenas para empresas de baixo risco, cujo processo é feito todo online, pelo programa Empreenda Fácil. O estudo da Endeavor, inclusive, cita o serviço como exemplo de boas práticas aplicadas a empreendedorismo no país.

Em nota, a Secretaria municipal de Inovação e Tecnologia  informou que programa Empreenda Fácil tem as empresas de baixo risco como alvo. “As próximas fases do programa contemplam o aprimoramento dos processos para a abertura de empresas de alto risco, o fechamento dos negócios, alteração e regularização de empresas”, diz a nota. 


“[A prefeitura de São Paulo teve] 684 milhões de reais em doações de empresas”
Prefeito de São Paulo, João Doria, em seu Facebook no dia 08/01/2018

RECORTES-POSTS-VERDADEIRO-MAS

O portal de transparência da prefeitura de São Paulo mostra que o valor total de doações até o dia 22 de dezembro de 2017 foi de R$ 698.907.626,21. Mas 31% desse valor consta como “não efetivado”, ou seja, a prefeitura ainda não recebeu o dinheiro ou pelo menos parte dele. O valor recebido é R$ 483.974.799,97. Para ter acesso a tabela inteira com todas as doações, basta clicar aqui.

Procurado, Doria informou que as doações ainda não concluídas estão seguindo os “ritos legais”.


“Investimos (…) para entregar 1.000 novos ônibus”
Prefeito de São Paulo, João Doria, em seu Facebook no dia 08/01/2018

RECORTES-POSTS-VERDADEIRO-MAS

Segundo a Secretaria Municipal de Transporte da prefeitura de São Paulo, em 2017 foram contratados 1.016 ônibus para compor a frota da cidade. No entanto, menos ônibus circulavam na cidade de São Paulo no ano passado em comparação com 2016. O site da secretaria mostra que a frota de ônibus diminuiu 275 unidades em um ano (de novembro de 2016 a novembro de 2017).

A assessoria de imprensa do prefeito informou que “a frota continuará sendo renovada” e que os novos ônibus são mais modernos e maiores.


“Instalamos quatro unidades de acolhimento denominadas ATENDE, exclusivamente para quem tem dependência química”
Prefeito de São Paulo, João Doria, em seu Facebook no dia 08/01/2018

RECORTES-POSTS-VERDADEIRO-MAS

De fato, a gestão Doria inaugurou quatro unidades do chamado Atendimento Diário Emergencial (Atende) para acolhimento de dependentes químicos. A ação integra o programa Redenção, uma série de medidas que envolve secretarias de governo e iniciaram em maio de 2017, na chamada Cracolândia, região central de São Paulo. Segundo a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, até novembro do ano passado, as quatro unidades disponibilizaram 1.098 vagas.

Mas, em outubro, uma reportagem do G1 mostrou que somente uma das três unidades do Atende que existiam até aquele momento estava aberta e funcionando totalmente. A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social afirmou em nota que, na época, uma unidade teve que ser transferida de local e outra teve que passar por reformas. Atualmente, a secretaria afirma que as quatro unidades Atende estão “em pleno funcionamento”.  

*Hellen Guimarães e Nathália Afonso sob supervisão de Natália Leal.

Leia outras checagens de ‘Cidades’ / Outras publicadas neste mês / Volte à home

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo