A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Mandado de prisão de Lula supostamente assinado por Moro é falso

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.jan.2018 | 17h30 |

Circula no WhatsApp um suposto mandado de prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, datado do dia 25 de janeiro. A informação é falsa. A própria secretaria de Comunicação da Justiça Federal no Paraná alertou jornalistas para a existência e circulação do falso documento.

Mandado de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, assinado pelo juiz Sérgio Moro

mandadofalsolula

Recortes-Posts_FALSO

O principal indício de que não se trata de um documento real é a assinatura manuscrita do juiz. A 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba é inteira informatizada, e os mandados são sempre assinados eletronicamente.

Outros detalhes evidenciam a falsificação. A data de nascimento de Lula citada no documento é 27 de fevereiro de 1945. Oficialmente, Lula foi registrado, ainda que equivocadamente, quando tinha sete anos, como nascido no dia 6 de outubro de 1945. Na realidade, ele nasceu em 27 de outubro daquele ano.

Além disso, o pseudo-documento traz frases pouco usuais na linguagem jurídica. Por exemplo, o texto cita o ex-presidente como “a pessoa conhecida por Luiz Inácio Lula da Silva”. Há, ainda, elogios ao trabalho da Polícia Federal, algo que dificilmente é colocado em um mandado de prisão.

Leia outras checagens de ‘País’ / Outras publicadas neste mês / Volte à home

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo