A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

#Verificamos: é falsa informação de que Dinamarca tem meta para ser ‘100% orgânica até 2020’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
19.jul.2018 | 16h31 |

Circula nas redes sociais uma série de “notícias” de que, até 2020, a Dinamarca será o primeiro país a ter uma agricultura totalmente orgânica. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que essas informações fossem checadas. Confira a seguir a análise da Lupa:

“A Dinamarca se tornará, até 2020, o primeiro país do mundo com produção de alimentos 100% orgânica”

e

“A Dinamarca estabeleceu a meta de se tornar o primeiro país do mundo totalmente orgânico até 2020”
Informações disseminadas por postagens feitas pelos sites EuSemFronteiras, Agroplural, Animaisecompanhia e Anda.jor, que, até as 15h do dia 19 de julho de 2018 tinham mais de 4,3 mil interações no Facebook

FALSO

Em 2015, o Ministério da Comida, Agricultura e Pesca da Dinamarca lançou o Plano de Ação de Orgânicos para o país. A meta da política pública é duplicar a área de cultivo orgânico até 2020. Isso quer dizer que o objetivo do governo é que a produção livre de agrotóxicos passe de 9% para 18%, bem longe dos 100% noticiados pelos sites analisados. Como parte do projeto, as escolas, os hospitais e os restaurantes públicos dinamarqueses passaram a priorizar os produtores de orgânicos em suas compras.

Em 2017, a Dinamarca foi o país com o maior consumo proporcional de alimentos biológicos, com 9,6% de toda a comida vendida no país sendo de origem orgânica. A informação é do Conselho de Comida e Agricultura dinamarquês, que representa o setor no país.

Ao longo da realização desta checagem, a Lupa localizou ainda uma série de postagens com o seguinte título: “Dinamarca será o primeiro país do mundo 100% orgânico até 2020”. É o caso dos sites bemblogado, vivagreen, sabervivermais, suburbanodigital, smartcitylaguna, lusopt, ogritodobicho2, cantuemfoco, capitanbado e boaspraticasfarmaceuticas. Juntos, até a tarde de 19 de julho, eles já tinham mais de 400 mil interações no Facebook.

Essas páginas, no entanto, equivocaram-se apenas ao escolher essa frase para manchetar a informação. No corpo de suas postagens, informaram corretamente sobre o processo em marcha na Dinamarca.

No dia 9 de julho, o jornal Folha de S.Paulo publicou uma reportagem desconstruindo a ideia de que a Dinamarca seria 100% orgânica até 2020. Leia aqui. O mesmo foi feito pela Gazeta do Povo no dia seguinte. Veja aqui.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila e Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo