A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Bolsonaro não disse em entrevista que dispensa votos de mulheres, negros e LGBTs

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
29.ago.2018 | 13h04 |

Circulam na internet imagens contendo frases que “informam” que o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, teria dado uma entrevista dizendo que não precisaria dos votos de mulheres, negros e membros da comunidade LGBT. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material – que já havia sido compartilhado 351 vezes na rede social – fosse analisado. Confira a seguir a verificação da Lupa:

“Bolsonaro acabou de dizer em uma entrevista que não precisa dos votos das mulheres, dos LGBTs e dos negros”
Frase contida em imagem postada no Facebook e compartilhada 351 vezes até as 12h do dia 29 de agosto de 2018, com conteúdo semelhante ao de outra postagem verificada (aqui)

FALSO

A imagem acima – analisada pela Lupa – foi publicada no dia 23 de agosto e traz a “informação” de que a entrevista do presidenciável teria acabado de acontecer.

Naquele mesmo dia, Bolsonaro visitou as cidades paulistas de Araçatuba e Glicério (onde nasceu) e deu algumas declarações polêmicas – como a de que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) deveria “ser rasgado e jogado na latrina”. Mas não há qualquer registro público de que ele tenha afirmado que dispensa votos de negros, mulheres e membros da comunidade LGBT.

Cinco dias antes (18), Bolsonaro participou de uma cerimônia na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), no Rio de Janeiro, e, ao contrário do que sugere a imagem analisada, reclamou da situação. Disse que seus adversários políticos vem trabalhando para jogá-lo contra esses extratos da população. Textualmente afirmou: “Olha só, o pessoal tenta me jogar contra as mulheres, os negros, os gays”, registrou a Folha de S.Paulo. Em nenhum momento, portanto, disse que não precisava dos votos deles.

A Lupa procurou a assessoria de imprensa do deputado na tarde de 28 de agosto. Por telefone, o assessor de campanha do candidato respondeu que Bolsonaro “jamais diria uma bobagem dessas”.

Segundo a pesquisa Ibope mais recente, divulgada em 20 de agosto, no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, indicado pelo PT à Presidência, o candidato do PSL lidera com 40% dos votos válidos entre os homens, mas tem apenas 24% dos votos válidos entre as mulheres. Entre brancos e negros, a diferença é menor: ele tem 36% entre os brancos e 30% entre pretos e pardos. Não há pesquisa que segmente os votos LGBT.

Verificação semelhante foi feita pelo site Boatos.org.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila e Clara Becker

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo