A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Alckmin não disse que professor deve dar aula ‘por gosto, e não pelo salário’

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
03.set.2018 | 10h05 |

Circula na internet uma imagem que mostra uma foto do candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, acompanhada da seguinte frase: “Leia com atenção. Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado. Geraldo Alckmin”. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que a veracidade desse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado. Geraldo Alckmin”
Texto que acompanha imagem que, até as 18h do dia 31 de agosto de 2018, já tinha mais de 742 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

Esta frase, na verdade, foi dita em agosto de 2011 pelo então governador do Ceará, Cid Gomes. Segundo registros do Último Segundo, a crítica do político foi uma reação a 24 dias de greve dos professores da rede estadual de ensino.

Numa reunião com lideranças do movimento, Cid teria afirmado o seguinte: “Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado”.

Ao ser questionado publicamente sobre a colocação, o então governador disse que sua frase foi “distorcida” e tentou explicar seu posicionamento. Afirmou que quem desenvolve atividade pública deve colocar o amor pelo que faz na frente do retorno financeiro. “Quem entra em atividade pública deve entrar por amor, não por dinheiro”, disse.

No início de agosto, o site de Geraldo Alckmin chegou a classificar como falsa a associação entre o tucano e a declaração agora analisada pela Lupa.

Verificação semelhante foi feita pelo site Boatos.org.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo