A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Venezuelanos, previdência dos militares e mortes no trânsito: erros de Mourão na Globonews

por Chico Marés, Clara Becker e Nathália Afonso
08.set.2018 | 09h30 |

O general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), foi entrevistado no Central das Eleições, da Globonews, na noite da sexta-feira (7), encerrando a semana de sabatinas do programa com os vices dos presidenciáveis mais bem colocados nas últimas pesquisas de intenção de voto no país.

Na segunda, Kátia Abreu, vice de Ciro Gomes, foi sabatinada, seguida por Ana Amélia, vice de Geraldo Alckmin na terça. Na quarta, foi a vez de Eduardo Jorge, que acompanha Marina Silva. E na quinta, Fernando Haddad foi o entrevistado, como vice na chapa registrada pelo PT junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A Lupa checou algumas das declarações de Mourão. Veja o resultado:

“[Não virar as costas aos venezuelanos] É a posição dele [Bolsonaro]”
General Hamilton Mourão, candidato à vice-presidência pelo PRTB, em entrevista ao Central das Eleições, no dia 7 de setembro de 2018

FALSO

Bolsonaro não defende o acolhimento dos venezuelanos que cruzam a fronteira com o Brasil por Roraima – ao contrário do afirmado por Mourão. Em mais de uma ocasião, o candidato à Presidência pelo PSL defendeu a implantação de um campo de refugiados e a revogação de Lei de Imigração. “Já temos problemas demais aqui”, ele disse à repórter Constança Rezende, do Estadão, em março deste ano. Na mesma entrevista, Bolsonaro defendeu a criação de um campo de refugiados para os venezuelanos e a revogação da atual lei de imigração. A primeira media limitaria a mobilidade e integração dos venezuelanos no Brasil, enquanto a segunda visaria restringir a entrada de novos imigrantes do país vizinho.

Procurado, Mourão não retornou.


“O nosso gasto [dos militares com previdência] é um gasto que vem diminuindo”
General Hamilton Mourão, candidato à vice-presidência pelo PRTB, em entrevista ao Central das Eleições, no dia 7 de setembro de 2018

FALSO

Entre 2011 e 2017, já descontada a inflação, o gasto da União com o regime de previdência próprio (RPPS) dos militares cresceu 28,7%. Segundo os Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária (RREO), da Secretaria do Tesouro Nacional, as despesas subiram de R$ 31,8 bilhões, em valores corrigidos pelo IPCA, para R$ 41 bilhões no período.

Procurado, Mourão não retornou.


“Os acidentes de trânsito matam tanto quanto os homicídios no país”
General Hamilton Mourão, candidato à vice-presidência pelo PRTB, em entrevista ao Central das Eleições, no dia 7 de setembro de 2018

EXAGERADO

O número de homicídios no Brasil foi quase o dobro do de vítimas por acidentes de trânsito em 2016, dado mais recente disponível para os dois indicadores. Segundo o Atlas da Violência 2018, o país teve 62.517 assassinatos naquele ano, uma taxa de 30,3 mortes para cada 100 mil habitantes. No mesmo período, as mortes em acidentes de trânsito foram 34.850, segundo o Ministério da Saúde.

Procurado, Mourão não retornou.


“São Gabriel da Cachoeira (…) é o município mais indígena do Brasil”
General Hamilton Mourão, candidato à vice-presidência pelo PRTB, em entrevista ao Central das Eleições, no dia 7 de setembro de 2018

VERDADEIRO, MAS

Segundo o Censo Populacional de 2010, do IBGE, São Gabriel da Cachoeira (AM) tem a maior população indígena do Brasil, com 29.017 pessoas – quase o dobro da segunda colocada, São Paulo de Olivença (AM), com 14.967. Mas, na proporção com relação a outras etnias, São Gabriel da Cachoeira ocupa o terceiro lugar no país: 76,57% de seus habitantes são indígenas, atrás de Uiramutã (RR), 88,14%, e Marcação (PB), 77,47%.


“Já havia um GLO [Garantia da Lei e da Ordem] em vigor [quando a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro foi decretada]”
General Hamilton Mourão, candidato à vice-presidência pelo PRTB, em entrevista ao Central das Eleições, no dia 7 de setembro de 2018

VERDADEIRO

Em 16 de fevereiro de 2018, quando o governo decretou intervenção federal na área de segurança pública no Rio de Janeiro, havia, de fato, decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em vigência no estado. Ele havia sido publicado em julho de 2017, inicialmente com vencimento em dezembro daquele ano – quando foi prorrogado até 31 de dezembro de 2018.


“Nós só temos 90 mil antenas de celular no Brasil”
General Hamilton Mourão, candidato à vice-presidência pelo PRTB, em entrevista ao Central das Eleições, no dia 7 de setembro de 2018

VERDADEIRO

Segundo dados da Associação Brasileira de Telecomunicações o Brasil tem, de fato, 90 mil antenas de telefonia móvel em funcionamento. São Paulo e Rio de Janeiro são os estados com o maior número delas: 22.769 e 10.546, respectivamente.

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo