A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Vídeo de urna que se ‘autocompleta’ é montagem, diz Justiça Eleitoral

por Chico Marés
07.out.2018 | 14h55 |

Circula nas redes sociais um vídeo em que se vê um eleitor apertando o número 1 e, em seguida, a urna mostrando o candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Basta colocar o número 1 na urna e ela escolhe o candidato pra você”
Vídeo publicado no Facebook (aqui, aqui e aqui) e que às 14h do dia 7 de outubro de 2018 já tinha mais de 290 mil compartilhamentos

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa mostra um eleitor apertando a tecla de número 1 e a urna “autocompletando” o voto para 13. Segundo técnico de edição do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), trata-se de uma montagem. Em vídeo publicado no canal oficial do TRE-MG no YouTube, o técnico mostra que o vídeo é falso.

Inicialmente, a gravação mostra apenas a tela da urna. Uma mão aperta um botão fora de quadro e o nome de Haddad aparece. O programa de edição mostra que há dois sons de cliques distintos, ou seja, duas pessoas apertam as teclas praticamente ao mesmo tempo.

Posteriormente, o vídeo mostra o teclado inteiro. Nesse trecho do vídeo, há indícios de que o vídeo na tela foi plantado. Por fim, há um corte de edição no final do vídeo.

Em nota, o TRE-MG confirmou que o vídeo é falso. A assessoria de comunicação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) referendou a nota.


*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila e Nathália Afonso

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo