A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: General Mourão não foi torturador na ditadura militar

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
23.out.2018 | 19h04 |

Em sabatina realizada nesta terça-feira (23) pelo jornal O Globo, Extra, Época e Valor Econômico, o candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad declarou que o general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), havia sido torturador durante a ditadura. A fala de Haddad partiu de uma declaração do cantor Geraldo Azevedo num show na Bahia.

Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Esse [general Hamilton] Mourão era um dos torturadores lá [na ditadura]
Geraldo Azevedo em show realizado no último sábado dia 20 de outubro de 2018 em Jacobina (BA)

FALSO

Quando estava no palco, o cantor Geraldo Azevedo lembrou a ditadura militar vigente no Brasil entre 1964 e 1985. Classificou o período como “indigente” e contou que foi preso duas vezes e torturado. A informação de que hoje candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro era um dos torturadores é falsa porque em 1969, quando Geraldo Azevedo foi preso pela primeira vez (aqui, aqui e aqui), Mourão tinha apenas 16 anos de idade. O vice de Bolsonaro, hoje general, entrou para o Exército três anos depois, em 1972.

Nesta terça-feira (23), o cantor disse que se enganou ao dizer que Mourão era um torturador. O general, por sua vez, disse que denunciará o cantor por “declaração difamatória”.      


“O Mourão foi, ele próprio, torturador”

Fernando Haddad (PT), candidato à Presidência da República, em sabatina com O Globo, Extra, Época e Valor Econômico no dia 23 de outubro de 2018

FALSO

O candidato Fernando Haddad (PT) errou ao ecoar frase dita por Geraldo Azevedo no último sábado e acusar Mourão de ter sido um torturador. O candidato reconheceu o erro publicamente, mas isso não evitou que as redes sociais continuassem repercutindo a informação equivocada.


“Descobriram! General Mourão era torturador”
Imagem e texto que já tinham sido compartilhados 90 vezes no Facebook até às 17h30 do dia 23 de outubro de 2018

FALSO

Com já informado anteriormente, tanto o cantor Geraldo Azevedo quanto o candidato Fernando Haddad já reconheceram publicamente que a informação que distribuíram é errada. General Mourão não foi um torturador na ditadura brasileira.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila e Leandro Resende

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo