A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Lewandowski tenha agendado ‘sessão secreta’ para julgar Lula em 26 de novembro

por Nathália Afonso
07.nov.2018 | 17h43 |

Circula nas redes sociais imagem com a informação de que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski pretende realizar, no dia 26 de novembro, uma sessão secreta para julgar a libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso por desde abril. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que essa informação fosse analisada. Confira a seguir o trabalho de verificação feito pela Lupa:

Lewandowski quer sessão secreta no dia 26/11/2018, sessão que vai julgar libertação do Lula”
Informação que consta em imagem e que às 17h do dia 7 de novembro 2018 já tinha mais de 880 compartilhamentos no Facebook

FALSO

Segundo a assessoria de imprensa do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Ricardo Lewandowski não agendou nenhuma sessão secreta para julgar a libertação do ex-presidente Lula. Além disso, o órgão informou que as sessões de julgamento são públicas e com pauta previamente definida. A TV Justiça tem uma página oficial que mostra todos os assuntos previstos para julgamento, sendo atualizada diariamente.

Em junho, uma imagem semelhante circulou pela internet, “informando” que Lewandowski pretendia fazer uma sessão secreta para julgar o ex-presidente petista no dia 26 daquele mês. Na época, o próprio ministro negou a informação em uma sessão na Corte. “Quero aproveitar a oportunidade para desmentir categoricamente essa fake news e dizer que as nossas sessões da Segunda Turma são públicas, e o acesso à imprensa é absolutamente franqueado, sem nenhuma restrição”.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés e Cristina Tardáguila

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo