A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Bolsonaro não disse que, se eleito, acabaria com creches comunitárias

por Cristina Tardáguila
21.nov.2018 | 15h07 |

Circula nas redes sociais uma foto que mostra o rosto do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), acompanhado de uma frase que sugere que, quando deputado, ele teria prometido acabar com as creches comunitárias se fosse eleito para o Palácio do Planalto. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Se eu ganhar, eu acabo com esse negócio de creche comunitária. O Estado não tem obrigação de olhar filho dos outros. Isso é obrigação dos pais”
Frase que acompanha imagem (aqui e aqui) que circula na internet e que até as 13h do dia 21 de novembro de 2018 já tinha sido compartilhada 22 mil vezes no Facebook

FALSO

Não há registros de que Jair Bolsonaro tenha dito a frase que foi registrada na imagem analisada pela Lupa. Sabe-se que, em abril de 2016, o hoje presidente eleito participou de um hangout com o filósofo Olavo de Carvalho e que, nessa videoconferência, falaram sobre a natalidade no Brasil. Num determinado trecho dessa conversa, Bolsonaro disse o seguinte:

“Nós temos hoje em dia crianças entre 1 e 3 anos de idade – 3 milhões fora de creche! Agora, Olavo, imaginou creche para 3 milhões de pessoas˜.

E Olavo comentou: ˜Não é brincadeira isso˜

Bolsonaro continuou: ˜A responsabilidade não pode ser do Estado. Tem que ser do pai, da mãe e não jogar a culpa tudo para o Estado”.

Assista a seguir:

Jair Bolsonaro não fala, portanto, em “acabar” com as creches. A frase que lhe é atribuída não foi dita. O que o político faz é uma crítica expressa às pessoas que, para ele, têm o “costume” de depender do Estado. Olavo de Carvalho, seu interlocutor, concorda.

Por fim, ainda vale destacar que o hangout entre os dois aconteceu muitos meses antes de Bolsonaro iniciar de forma oficial sua campanha à Presidência da República. Não poderia, portanto, se tratar de uma promessa de governo.

No plano de governo que Bolsonaro enviou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) neste ano consta a proposta de aumentar o orçamento da educação infantil. Veja:

Verificação semelhante foi feita pelo site e-Farsas.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo