A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Receita das placas do Mercosul não vai para organização cubana

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
28.nov.2018 | 15h48 |

Circula nas redes sociais imagem que mostra uma placa de trânsito do Mercosul na qual a sigla Renac, supostamente Reconstrucción Nacional Cubana, está presente. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Você sabia que 2% de toda arrecadação do veículo do Mercosul será destinado para a Entidade Internacional do Mercosul, a RENAC, você sabe o que é a RENAC? (…) RENAC é Reconstrucción Nacional de Cuba.”
Imagem publicada no Facebook com 1,9 mil compartilhamentos até as 14h10 do dia 28 de novembro

FALSO

A foto é uma montagem. É possível ver a mesma imagem da mesma placa em outros sites, incluindo o G1, o jornal O Dia e a empresa pública Serpro. Em todas essas imagens, a sigla “Renac” não aparece.

As novas placas do Mercosul contam com as seguintes informações: o emblema do Mercosul, o nome do país, a bandeira do país e, no caso brasileiro, a bandeira do estado e o emblema do município onde a placa foi registrada. Elas contam também com um QR Code abaixo do emblema da organização e as iniciais do país no canto inferior esquerdo.

Além de a foto ser uma montagem, não existe nenhum registro de instituição oficial chamada “Reconstrucción Nacional de Cuba”. Há várias instituições com a sigla ou o nome Renac, incluindo uma empresa de créditos brasileira, a Rede Nacional de Anomalias Congênitas da Argentina, a Academia de Energia Renovável (Renewables Academy) da Alemanha, e um município da França. Nenhuma delas tem qualquer relação com o governo cubano ou com o Mercosul.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Clara Becker e Leandro Resende

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo