A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Lewandowski não aparece em foto do Movimento 8 de Outubro

por Leandro Resende
05.dez.2018 | 15h36 |

Circula nas redes sociais uma suposta foto do Movimento 8 de Outubro, que participou da luta armada contra a ditadura militar brasileira, associada a uma foto de rosto do atual ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski. De acordo com o viral, o hoje ministro teria sido um dos “comunistas terroristas” do grupo. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Comunistas terroristas Movimento 8 de Outubro: Lewandowski”
Imagem que, até as 12h30 do dia 5 de dezembro de 2018, já tinha mais de 1,6 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

A imagem analisada pela Lupa é de setembro de 1969 – não de 23 de maio de 1965, como informado. Ela retrata os presos libertados em troca do embaixador dos Estados Unidos Charles Elbrick, que havia sido sequestrado pelo MR-8 em parceria com a Aliança Libertadora Nacional (ALN). Na foto, a segunda pessoa em pé, da esquerda para a direita, é o ex-ministro José Dirceu. O homem destacado como o hoje ministro do STF Ricardo Lewandowski é, na verdade, o músico Ricardo Villas Boas.

A associação entre Lewandowski e o Movimento 8 de Outubro é um boato antigo. Não existem registros formais de que o atual ministro do STF participou do grupo.

De acordo com o Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro, organizado pela Fundação Getúlio Vargas, o nome do movimento brasileiro é uma referência à data da morte de Ernesto Che Guevara, líder da Revolução Cubana, assassinado na Bolívia em 8 de outubro de 1967 – mais de dois anos depois de 23 de maio de 1965, mencionado na imagem que se tornou viral. 

Em nota, o STF informou que Lewandowski não tem qualquer relação com o MR-8. “O ministro possui formação militar como segundo-tenente da Reserva do Exército, da Arma de Cavalaria, formado no Curso Preparatório de Oficiais da Reserva de São Paulo – CPOR/SP, em 1967, com estágio no 17º Regimento de Cavalaria de Pirassununga, São Paulo, em 1968. Ele nunca foi filiado a partido político e não ocupou qualquer cargo comissionado no Poder Executivo estadual ou federal. Exerce a magistratura desde 1990″, diz o texto.

Checagens de conteúdos semelhantes também foram publicadas pelos sites Boatos.org e pelo jornal O Estado de S. Paulo.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo