A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Vídeo em que mãe usa filha para furtar bolsa não foi gravado no RJ

por Clara Becker
05.dez.2018 | 18h15 |

Circula nas redes sociais o vídeo de uma mulher usando os filhos para furtar uma bolsa. De acordo com as legendas que acompanham a gravação, o caso teria acontecido em um shopping center da cidade do Rio de Janeiro (RJ). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

A mãe disfarçando com as crianças até conseguir roubar a bolsa da mulher em um shopping no Rio de Janeiro
Vídeo que, até as 17h30 do dia 5 de dezembro de 2018, já tinha mais de 300 compartilhamentos no Facebook

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa de fato mostra uma criança acompanhada por uma mulher mais velha e outras duas crianças, supostamente sua mãe e irmãos, levando uma bolsa que estava ao pé de uma cadeira. A gravação, no entanto, não aconteceu no Rio de Janeiro. Nem em nenhuma outra cidade brasileira. O caso ocorreu na praça de alimentação do  Paars Mall, na Cidade do Cabo, na África do Sul.

A ocorrência foi amplamente divulgada por jornais locais, como o Sunday Times. A gerente do restaurante Sheer’s, onde ocorreu o furto, relatou que quando a cliente se deu conta de que sua bolsa havia sido levada já era tarde demais. Eles chamaram a segurança do local que encontrou essas imagens. O caso está sendo investigado pela polícia de Paarl. Nenhum outro incidente foi registrado no shopping naquele dia.

Checagem semelhante foi publicada pelo G1.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo