A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Roberto Carlos recebeu R$ 150 milhões da Lei Rouanet para fazer shows

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
07.dez.2018 | 09h49 |

Circula nas redes sociais a “informação” de que o cantor Roberto Carlos recebeu R$ 150 milhões via Lei Rouanet para produzir shows em cruzeiros. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Sabe quanto o ‘Rei’ Roberto Carlos tirou da Lei Rouanet para aqueles shows nos cruzeiros, etc.? R$ 150 milhões!”
Texto de postagem que até as 9h30 do dia 7 de dezembro de 2018 já tinha mais de 26 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Roberto Carlos nunca usou a Lei Rouanet para captar dinheiro para a organização de seus shows ou dos cruzeiros que faz com fãs periodicamente. Uma pesquisa no portal Versalic, mantido pelo Ministério da Cultura (MinC) para dar transparência aos projetos que angariam recursos por meio dessa legislação, revela que projetos envolvendo o cantor captaram, desde 2009, um total de R$ 1 milhão e que nenhum deles foi proposto diretamente pelo artista ou tem a ver com o projeto Emoções (cruzeiros com shows).

Dados do portal listam quatro projetos ligados ao cantor nesse período. O primeiro, de 2009, conseguiu captar R$ 1 milhão para a realização de uma exposição sobre a carreira de Roberto Carlos. O evento foi realizado no Parque Ibirapuera, em São Paulo.

O segundo projeto solicitou R$ 510 mil para a realização de um musical dedicado ao cantor, mas não houve nenhum proponente interessado em apoiá-lo. A ideia era “homenagear um dos maiores artistas da MPB”. Os proponentes defendiam que Roberto Carlos foi o artista que supostamente “inventou o amor” e merecia ser homenageado, mas não conseguiram captar verbas.

Também não apareceram incentivadores para o projeto encabeçado pela cantora Teresa Cristina, em 2012, que buscou arrecadar R$ 1,8 milhão para a gravação de um CD e um DVD, além da realização de uma turnê de lançamento de álbum em que ela e outros artistas cantariam músicas de Roberto Carlos. O sistema do MinC informa que não houve apoio financeiro.

E, em 2017, também não prosperou a tentativa de captar verbas para realização de uma turnê nacional de uma orquestra cujo repertório seriam as músicas de Roberto Carlos.

Vale lembrar que a Lei Rouanet abre a possibilidade de o governo não recolher parte do imposto de renda de empresas e pessoas físicas para que esse dinheiro seja usado no apoio a projetos culturais previamente aprovados pelo MinC.

Também vale ressaltar que todos os projetos apoiados pela Lei Rouanet devem ser publicamente identificados como tal. O projeto Emoções, de Roberto Carlos, não traz em seu site qualquer referência a captação de verbas por esse mecanismo.

Checagem de conteúdo semelhante também foi publicada pelo site Boatos.org.

*Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila e Clara Becker

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo