A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Jovem que defende traficantes em vídeo de humor não é filha de Maria do Rosário

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
25.fev.2019 | 17h19 |

Circula nas redes sociais um vídeo de uma menina defendendo traficantes, atribuído à filha da deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

Pasmem, mas essa moça é filha da deputada Maria do Rosário

Publicação que, até as 15h30 do dia 25 de fevereiro de 2019, tinha sido compartilhada ao menos 47,5 mil vezes no Facebook

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa foi publicado originalmente em 2016 e já teve mais de 1,5 milhão de visualizações. Trata-se de uma personagem que ironiza pautas ligadas à esquerda com página no Facebook e canal no YouTube. A menina que aparece na gravação se apresenta como Fernanda Minazzi.

A jovem usa um anel de lata de alumínio como se fosse um piercing no nariz e um tampão de absorvente feminino interno pendurado no ouvido, o que já é um indício do conteúdo irônico. Em seus canais, ela se identifica como @feminazzi – um trocadilho entre seu nome e a expressão usada em referência a feministas tachadas como radicais. No fim de janeiro, a página que publicou o conteúdo original negou que a menina que aparece no vídeo seja filha da deputada federal Maria do Rosário em publicação no Facebook.

A parlamentar também esclareceu esta desinformação em sua conta no Twitter. “O bandido aí, postou foto em q estou com minha filha e ao lado, um vídeo de outra menina como se fosse ela. É um crime contra as duas meninas!”, afirmou.     

Checagem semelhante foi feita pelo site Boatos.org

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo