Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Não é de jornalista do Estadão tuíte que diz que ‘o Brasil virou uma ditadura’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
11.mar.2019 | 14h23 |

Em vídeo publicado no Facebook, o site Terça Livre exibiu um tuíte que teria sido escrito pela repórter Constança Rezende, do jornal O Estado de S. Paulo. No texto, a jornalista teria dito que o Brasil virou uma ditadura, além de citar o assassinato da vereadora do PSOL Marielle Franco, no ano passado, como exemplo disso. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Vamos ver de quem nós estamos falando. Nós estamos falando dessa jornalista aqui, que falou que o Brasil virou uma ditadura. Que com a morte da Marielle deixou isso bem claro”
Trecho de live do Terça Livre que, até as 14h00 do dia 11 de março de 2019, tinha sido compartilhada mais de 730 vezes no Facebook

FALSO

O tuíte atribuído à jornalista Constança Rezende é falso. A postagem exibida em vídeo pelo Terça Livre foi publicada por uma conta fake, que não pertence à repórter. Não há selo de verificação, por exemplo, que garante a autenticidade do conteúdo compartilhado por pessoas públicas. O texto também traz problemas de pontuação e acentuação e uso inapropriado de letras maiúsculas e minúsculas. Denunciado como falso para o Twitter, o perfil @constancarezen, responsável pela publicação, foi suspenso pela rede social. A conta oficial de Constança, que tem o selo de verificação, é @constancarezend.

A repórter foi mencionada recentemente em uma notícia falsa publicada pelo site Terça Livre. A página acusou a jornalista de dizer, em uma entrevista  internacional, que pretendia arruinar o senador Flávio Bolsonaro (PSL). A transcrição da fala, no entanto, mostra que isso jamais ocorreu. Constança escreveu reportagens sobre movimentações suspeitas investigadas pelo Ministério Público quando Flávio Bolsonaro era deputado estadual no Rio de Janeiro.

O jornal O Estado de S. Paulo também verificou esta informação.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila e Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo