A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É antiga foto de poço artesiano perfurado pelo Exército em cidade do Nordeste

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
25.mar.2019 | 14h32 |

Circula em redes sociais a foto de um militar do Exército diante de um poço artesiano que acaba de ser perfurado. A legenda “informa” que isso ocorreu no dia 8 de março, na cidade de Caicó, no Rio Grande do Norte. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“O Exército Brasileiro conseguiu, ontem, encontrar água ao perfurar um poço em Caicó, no Nordeste. A água jorrou com força e foi encontrada em um terreno onde atualmente funciona um complexo de creches cujo abastecimento hídrico é feito por caminhão pipa. Alguém viu isso na televisão ou no jornal?”

Legenda de imagem que, até as 14h do dia 25 de março de 2019, tinha sido compartilhada mais de 71 mil vezes no Facebook

FALSO

A informação verificada pela Lupa é falsa. O poço artesiano registrado na imagem foi perfurado no dia 22 de setembro de 2015, e não em 8 de março de 2019, conforme indica a publicação. A foto realmente foi feita na cidade de Caicó, no Rio Grande do Norte.

Na época, diante da seca que atingia a cidade, a prefeitura de Caicó contratou o 1º Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) do Exército para fazer poços e minimizar os problemas com o abastecimento de água. As fotos da perfuração circularam em blogs locais, que citam a assessoria de comunicação da prefeitura como autora das imagens.

A obra foi feita na área do antigo Hospital Psiquiátrico Milton Marinho, fechado em 2006 após denúncias de maus tratos e mortes de pacientes nos anos anteriores.Há um vídeo no YouTube que mostra o momento da perfuração. Outro poço artesiano foi feito na cidade pelo 1º BEC, nas imediações do fórum municipal.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés e Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo