A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Dilma Rousseff gastou R$ 73 milhões em salão de beleza

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
10.abr.2019 | 14h38 |

Circula nas redes sociais um meme que afirma que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) gastou R$ 73 milhões em um salão de beleza e que Michelle Bolsonaro arrecadou R$ 5,3 milhões em um chá beneficente. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Dilma gastou do nosso dinheiro R$ 73 milhões num salão de beleza”
Meme que, até as 13h do dia 10 de abril de 2019, tinha mais de 15,3 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

A Lupa não encontrou registro de gasto semelhante feito pela ex-presidente Dilma Rousseff durante seu mandato. Em delação premiada, a marqueteira Mônica Moura, que coordenou as campanhas de Dilma em 2010 e 2014 junto com seu marido, João Santana, estimou ter pago R$ 90 mil a cabeleireiros da ex-presidente. Segundo Mônica, em 2010, um assessor de Dilma pediu que fosse pago R$ 4 mil mensais a uma cabeleireira particular durante um ano. Os pagamentos, que teriam sido feitos em dinheiro à própria funcionária, somaram R$ 40 mil. Os outros R$ 50 mil teriam sido gastos com o também cabeleireiro Celso Kamura, que costumava ser contratado em ocasiões especiais. À época Dilma afirmou, em nota, que o casal mentiu nos depoimentos. Confira todos os vídeos da delação de Mônica Moura aqui.   

No início deste ano, o Tribunal de Contas da União (TCU) revelou que o governo pagou R$ 73 milhões a uma empresa de Tecnologia da Informação situada em um salão de beleza, na cidade de Jupi, no agreste pernambucano. Apesar de a empresa estar situada no mesmo imóvel de um salão, a despesa do governo federal foi feita com programas de computador de última geração – não com serviços ou produtos de beleza.

Vale também ressaltar que, de acordo com o TCU, a Linkcon Internacional faturou cerca de R$ 73 milhões em contratos com os ministérios do Turismo, da Saúde, da Integração Nacional e da Defesa, nos últimos quatro anos. Ou seja, num período que abarca mais a gestão de Michel Temer do que a de Dilma.


“Michelle arrecadou num chá beneficente 5,3 milhões em doações para causas sociais”
Meme que, até as 13h do dia 10 de abril de 2019, tinha mais de 15,3 mil compartilhamentos no Facebook

VERDADEIRO

É fato que a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, esteve presente em chá beneficente que arrecadou R$ 5,3 milhões para causas sociais, segundo noticiado pela jornalista Sonia Racy em sua coluna no jornal O Estado de S.Paulo. O evento foi promovido pela União Brasileiro Israelita do Bem Estar Social, a Unibes, no dia 27 de março. A primeira-dama, que estava com labirintite, não discursou no dia.

Checagem semelhante foi feita pelos sites Aos Fatos e Boatos.org.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Cristina Tardáguila

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo