A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Governo do Estado de São Paulo
Foto: Governo do Estado de São Paulo

Doria se contradiz sobre armas e erra ao dizer que polícia paulista é a melhor do país

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
18.abr.2019 | 07h01 |

Na segunda-feira (15), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), concedeu uma entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, e fez um balanço de seus primeiros 100 dias no governo. Doria falou sobre temas como segurança pública, economia e educação. Também abordou questões nacionais, como a reforma da Previdência, e esquivou-se ao ser perguntado sobre se tem interesse em se candidatar à Presidência em 2022. Procurou ainda descolar a sua imagem da do presidente Jair Bolsonaro, que apoiou durante a campanha, dizendo que seu partido estará ao lado de todas as propostas que forem boas para o Brasil. A Lupa checou algumas das frases ditas pelo governador. Confira o resultado:  

“Há 20 anos que São Paulo tem a melhor Polícia Militar do país. Também tem a melhor Polícia Civil”
João Doria, governador de SP, ao Roda Viva, da TV Cultura, no dia 15 de abril de 2019

INSUSTENTÁVEL

Não existe um levantamento no Brasil que indique a melhor polícia do país. O que há é a Pesquisa Nacional de Vitimização, publicada em 2013 pelo então Ministério da Justiça. Ela mede o grau de satisfação com o trabalho das instituições, mas não mostra um ranking único, e sim uma avaliação de vítimas de 12 tipos de crimes sobre o atendimento recebido na ocasião. As vítimas de furto de objetos (45,4%), agressão (43,9%), furto de motos (34,9%) e sequestro (14%) são as mais insatisfeitas com a atuação das polícia de SP.

Além disso, a pesquisa mediu o grau de confiança no trabalho da instituições. Apenas 19,2% dos paulistas disseram confiar muito na PM (7º lugar no ranking), enquanto 15,8% afirmaram confiar muito na Polícia Civil (18º lugar). Em 2018, um relatório da Ouvidoria da Polícia de São Paulo indicou que o piso salarial dos policiais do estado está em 23º lugar no ranking nacional.

A assessoria de Doria informou que o governador se baseia nas estatísticas da segurança pública no estado: “O índice de homicídios paulista é o mais baixo do Brasil, com 6,62 casos por 100 mil habitantes. Além disso, é a polícia que mais prende, com 207.957 presos no ano passado.”


“Nesses 100 dias [de governo] (…), reduzimos todos os índices de violência em SP”
João Doria, governador de SP, ao Roda Viva, da TV Cultura, no dia 15 de abril de 2019

AINDA É CEDO PARA DIZER

A Secretaria Pública de São Paulo (SSP) ainda não divulgou os dados de março de 2019, não sendo possível a comparação dos índices de violência dos 100 primeiros dias do governo João Doria com o mesmo período de 2018.

A assessoria do governador informou que, de fato, os números de março só estarão disponíveis no dia 25 de abril e que ele se referia à redução nos meses de janeiro e fevereiro.

Mas nos dois primeiros meses da atual gestão, cinco dos 23 indicadores de segurança do estado disponíveis na área de Estatísticas do site da SSP tiveram aumento com relação a 2018. São eles: homicídio culposo por acidente de trânsito, lesão corporal seguida de morte, lesão corporal dolosa, lesão corporal culposa e estupro de vulnerável.


“Quero lembrar o estado do Espírito Santo que é o primeiro no Ideb nacional”
João Doria, governador de SP, ao Roda Viva, da TV Cultura, no dia 15 de abril de 2019

FALSO

A rede estadual do Espírito Santo não teve o melhor resultado no Ideb em nenhum dos três níveis avaliados na última edição, em 2017. Nos anos iniciais do ensino fundamental, a rede capixaba ficou na 10ª posição, com nota média de 5,9, enquanto nos anos finais, a nota média foi de 4,4, 12ª melhor do país. No ensino médio, o desempenho foi melhor: nota 4,1, segunda maior do país, abaixo apenas de Goiás.

A assessoria de Doria disse que o governador considerou o ranking total, no qual o ES aparece em primeiro lugar. Mas essa lista inclui as escolas das redes municipal e privada, que não são gerenciadas pelo governo do estado.


“Vamos abrir o primeiro escritório comercial do Brasil em Xangai”
João Doria, governador de SP, ao Roda Viva, da TV Cultura, no dia 15 de abril de 2019

FALSO

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações de Investimentos (Apex-Brasil) já atua em Xangai desde 2015. O Ministério das Relações Exteriores também mantém um Setor de Promoção Comercial (Secom) do consulado brasileiro na cidade chinesa. Os Secoms têm entre seus objetivos promover exportações e atrair investimentos para o mercado local.

Procurada, a assessoria de Doria informou que “este será o primeiro escritório comercial de um governo subnacional do Brasil (estadual) em Xangai.”


“Eu não sou a favor [de que cada família possa comprar quatro armas]. A solução para a boa Segurança Pública no país não é armar a população”

João Doria, governador de SP, ao Roda Viva, da TV Cultura, no dia 15 de abril de 2019

CONTRADITÓRIO

No dia 10 de janeiro, Doria afirmou que era favorável ao decreto que flexibilizou a posse de arma de fogo no Brasil. No dia 16, em entrevista à Rádio CBN, afirmou que o PSDB iria apoiar a flexibilização do porte de arma no Congresso. “Eu não fico em cima do muro. A nossa posição é clara: sim. Vamos apoiar”, disse o governador.

A assessoria de Doria afirmou que o governador é contra uma família ter um arsenal, mas é a favor da “flexibilização da posse de arma com controle.”


“A China é o principal parceiro comercial do Brasil”

João Doria, governador de SP, ao Roda Viva, da TV Cultura, no dia 15 de abril de 2019

VERDADEIRO

Dados do Ministério da Economia, Indústria, Comércio Exterior e Serviços confirmam a frase do governador. Em janeiro e março de 2019, a China aparece em primeiro lugar tanto no ranking de exportações (com mais de US$ 13,5 bilhões) quanto no de importações (mais de US$ 10,2 bilhões).


“Nós estamos reduzindo impostos”
João Doria, governador de SP, ao Roda Viva, da TV Cultura, no dia 15 de abril de 2019

VERDADEIRO

Em seus primeiros três meses de governo, Doria zerou o ICMS para frutas, verduras e hortaliças, inclusive para as que estiverem resfriadas ou embaladas, e também anunciou a redução da alíquota sobre o combustível de aviação, de 25% para 12%. O governo criou ainda o programa IncentivAuto, um conjunto de medidas para que as montadoras de veículos no estado façam investimentos superiores a R$ 1 billhão. As que aderirem terão desconto de até 25% no ICMS, caso as propostas gerem ao menos 400 postos de trabalho.

*Esta coluna foi publicada na versão impressa do jornal Folha de S.Paulo no dia 18 de abril de 2019.

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo