A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Haddad disse que Maduro ‘é um exemplo e inspiração’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
09.maio.2019 | 18h15 |

Circula em redes sociais uma montagem que coloca, lado a lado, o ex-candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, e Nicolás Maduro, que governa a Venezuela. Uma legenda atribui ao petista uma frase em que ele diz que Maduro é um exemplo e inspiração. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Haddad ao comentar sobre Nicolás Maduro e o que tem acontecido na Venezuela: ‘Maduro, para mim, é um exemplo e inspiração. Há problemas na Venezuela? Há. Mas a culpa é da oposição que não colabora”
Legenda de imagem que, até as 16 horas do dia 9 de maio de 2019, tinha mais de 15 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

A afirmação verificada pela Lupa é falsa. Não há qualquer registro de entrevista, pronunciamento ou publicação em redes sociais feitos por Fernando Haddad com os elogios a Maduro presentes na montagem que circula pelo Facebook. A assessoria de imprensa do petista também afirmou, por telefone, que ele jamais disse a frase.

Em 26 de fevereiro, o ex-candidato falou sobre a crise na Venezuela em seu Twitter. Ele comemorou a rejeição, pelo Grupo de Lima – que reúne 14 integrantes, incluindo o Brasil –, de promover uma intervenção militar naquele país. “Estafetas de Trump, posição dos Bolsonaro é derrotada pelo Grupo de Lima, que rejeita ação militar na Venezuela, apesar de pressão americana. Como disse Lula, Maduro é problema dos venezuelanos, não dos norte-americanos”, escreveu.

Em 4 de março, Haddad também usou o Twitter para criticar a demissão do embaixador Paulo Roberto Almeida do cargo de diretor do Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais (Ipri). O diplomata havia publicado três textos sobre a crise da Venezuela – um deles havia sido escrito pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. “Aula de diplomacia do pior chanceler do mundo: ‘Diplomata brasileiro é demitido após republicar textos que debatem crise na Venezuela’”, escreveu Haddad.

Em agosto do ano passado, Haddad chegou a declarar que não considerava a Venezuela uma democracia. ‘“Quando você está em conflito aberto, como está lá, não pode caracterizar como uma democracia. A sociedade não está conseguindo, por meios institucionais, chegar a um denominador comum”, justificou.

Um tuíte, também falso, em que o ex-candidato parabeniza Maduro por ter sido eleito circula nas redes sociais desde o ano passado.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Chico Marés e Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo