A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Pinos de crack e cocaína em foto não foram recolhidos em universidade federal

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
13.maio.2019 | 16h37 |

Circula pela internet uma foto que mostra uma mulher segurando uma bacia cheia de lixo. A legenda da imagem “informa” que os objetos são pinos usados para o armazenamento de crack e cocaína recolhidos na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Pinos de crack e cocaína recolhido da Universidade Federal do Espírito Santo”
Legenda de imagem que, até as 16 horas do dia 13 de maio de 2017, tinha mais de 80 compartilhamentos no Facebook

FALSO

É falso que a imagem tenha sido feita na Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). A foto, na verdade, foi tirada por uma organização não-governamental, o Instituto EcoFaxina, durante limpeza em um manguezal na cidade de Santos (SP) em 28 de abril. Os pinos são recipientes para o armazenamento de cocaína e crack. De acordo com informações da prefeitura, foi retirada aproximadamente meia tonelada de lixo da área, localizada no bairro São Manoel. A ação teve o apoio de mais de 40 voluntários.

Na página da ONG no Facebook há outras fotos da limpeza. As imagens mostram os voluntários retirando capacetes de moto, garrafas de plástico e embalagens, entre outros tipos de detritos.

Uma checagem semelhante foi feita anteriormente pelo site Aos Fatos.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo