A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Imagem de ‘protesto de universitários nus’ não é de Minas Gerais

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.maio.2019 | 17h22 |

Circula nas redes sociais uma imagem de homens e mulheres sem roupa, de costas. A legenda afirma que se trata de um protesto de professores e universitários de Minas Gerais contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Alunos e professores de universidades de Minas Gerais fazem protestos contra Bolsonaro. Olha a qualidade dos futuros profissionais!”
Legenda de foto que, até as 16 horas do dia 22 de maio de 2019, tinha mais de 182 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

A foto analisada pela Lupa não é de professores e universitários em Minas Gerais. Ela foi tirada em 2001 e mostra pessoas nuas posando para um ensaio na cidade de Melbourne, na Austrália. A imagem é do fotógrafo Graham Crouch, que registrou a produção do projeto Naked City, do fotógrafo norte-americano Spencer Tunick. O artista especializou-se em fazer retratos que juntam centenas de pessoas nuas em lugares públicos.

Várias cidades já foram visitadas por Tunick, que inclusive esteve no Brasil em 2002. Na época, ele reuniu 1.100 pessoas no ensaio Nude Adrift, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. O fotógrafo costuma recrutar voluntários para o seu trabalho.

Uma checagem semelhante foi feita em 2018 pelo projeto Comprova. A foto voltou a circular recentemente.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo